Baraúna tem ‘mais uma morte violenta’ confirmada; agora são 27 casos no ano

Gênita Ruth Hipólito Bezerra da Silva 23 anos se recuperava de uma tentativa de homicídio no mês de Janeiro, mas não resistiu. Mais uma morte provocada por disparos de arma de fogo foi registrada na cidade de Baraúna, no Oeste do Rio Grande do Norte.
A jovem Gênita Ruth Hipólito Bezerra da Silva, 23 anos, se recuperava em casa dos ferimentos provocados por disparos de arma de fogo de uma tentativa de homicídio ocorrido em janeiro deste ano, quando bandidos armados invadiram sua resistência e atiraram nela. 
 
Segundo informações, os tiros de escopeta calibre 12, deixaram “Ruth” paraplégica. Depois que recebeu alta no hospital, a moça continuava o tratamento em casa, mas não resistiu e morreu no inicio da semana. 
 
Não há informações sobre os possíveis acusados e nem a motivação, mas segundo informações de populares, o companheiro dela havia sido morto alguns meses atrás. O corpo da moça deveria ter sido necropsiado no Instituto Técnico-Cientifico de Pericia em Mossoró, mas não há registro de passagem do corpo pelo órgão pericial. 
 
O câmera

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.