Blog Jair Sampaio

Norma é que policial não atire durante perseguição, diz secretário de Segurança do Ceará

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que, conforme portaria que orienta ação policial, agentes de segurança não devem atirar durante perseguição, como ocorreu na noite desta segunda-feira (11), em caso que resultou na morte Giselle Távora Araújo, 42 anos.

"Em caso de perseguição, a portaria interministerial fala que não deve ser efetuado disparo, a não ser que ser que um terceiro elemento esteja colocando sua vida em risco", afirmou André Costa.

Giselle Távora Araújo, de 42 anos, foi atingida por um tiro nas costas disparado por um policial, segundo relato da filha da vítima, que estava no veículo com a mãe. Os agentes de segurança seguiam de moto pela avenida, quando confundiram o veículo da mulher com o de criminosos e iniciaram perseguição, conforme a filha. Conforme a Secretaria de Segurança, o policial havia mirado no pneu do veículo.

André Costa comentou que "talvez" tenha ocorrido um erro na bordagem do policial.

Escreva sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Lista de comentários