PRE deve voltar a atuar nas ruas enquanto Caicó não tiver seus próprios ‘amarelinhos’

Uma reunião na semana passada entre o prefeito de Caicó, Robson Araújo, e o comandante do 3º DPRE, major Henrique, pontuou uma questão importante para o melhoramento do fluxo veicular na área urbana da cidade.

O trânsito de Caicó vive uma "zorra". Se vê o mínimo de educação em cruzamentos, passagem de pedestres e nos estacionamentos, onde veículos inibem o acesso dos transeuntes, especialmente na área centro-comercial.

Com capacidade de servidores excedida, o limite prudencial condiciona a arrecadação de tributos ao pagamento de salários do quadro de efetivos e contratados do município, impedindo um concurso para Agente de Trânsito.

"Houve o início de uma tratativa entre a prefeitura e o 3ºDPRE, embora seja necessário um grande engajamento do município em contactar outros órgãos na capital para que haja a efetivação do acordo", disse o maj. Henrique.

Escreva sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Lista de comentários
  • Se não à municipalização do trânsito com convênio entre Estado e Prefeitura de Caicó.Efetuar blitz,dentro do perímetro urbano da cidade em ruas que não cortam rodovías estaduais,é ilegal!