Quatro nomes para sucessão em Ouro Branco

A sucessão municipal em Ouro Branco, na região Seridó potiguar começa a se afunilar com vistas aos nomes, mas favoritos para concorrer a cadeira de prefeito em 2020.

A prefeita Fátima Silva (PT), que não pode mais concorrer à reeleição deve tentar emplacar a candidatura do marido, o empresário Evilácio Freire, natural de Assu, mas que desde a primeira gestão acompanha Fátima e colabora com a gestão.

Nomes como o secretário municipal de Infraestrutura, Deda de Damião Moreira (PP) e o vereador Amariudo dos Santos (PCdoB) correm por fora e devem compor a chapa.

Pela oposição, o jovem empresário Denis Rildon (PSDB) e o vice-prefeito Dr. Araújo (PSB) aparecem como os mais fortes para o embate. Os dois vêm viabilizando seus nomes em comunidades rurais e também nas ruas da cidade.

Uma união da oposição vem sendo a principal preocupação do sistema da prefeita Fátima Silva, que tenta incentivar uma terceira candidatura para facilitar o caminho.

Em Ouro Branco, o afunilamento dos nomes deve acontecer até meados do início de 2020, quando devem definir a chapa completa.

Desde 2000 que a pequena cidade só tem dois concorrentes. A última vez que uma terceira via aconteceu foi em 1996, que acabou prejudicando a vitória da oposição.

Ouro Branco tem cerca hoje de 4 mil eleitores aptos a eleger o próximo prefeito.

Por A Fonte; Josimário nunes

Escreva sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Lista de comentários