Rafael Motta solicita previsão para equipamentos de proteção da Ponte da Redinha na LDO

Um dos cartões postais mais famosos do Rio Grande do Norte, a Ponte da Redinha é também o local com o maior número de tentativas de suicídio e de suicídios consumados no estado. O fato, segundo organizações que tratam dessa temática, acontece desde a sua inauguração, no ano de 2007.

Buscando alternativas para diminuir essa incidência, o deputado federal Rafael Motta (PSB) solicitou a inclusão da previsão de grades, telas e redes de proteção em pontes na Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO). O pedido também é direcionado aos equipamentos sob a responsabilidade dos demais estados e dos municípios da Federação, desde que seja para o enfrentamento a casos de suicídio.

Na série histórica repassada pelo projeto Ponte da Vida, de 2014 a 2018, o RN registrou 2.546 suicídios. No mesmo período, a capital potiguar teve 1.238 casos. De janeiro a julho de 2018, foram 94 tentativas de suicídio somente em Natal, apontou a Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE), muitos dos quais na Ponte da Redinha. Sem contar, é claro, com os casos não contabilizados.

O pedido feito por Rafael consiste em criar a previsão, nos Orçamentos da União, de recursos para a instalação de grades, telas e redes em pontes, seguindo a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio. “O suicídio constitui um dos tipos de mortes violentas mais incidentes no mundo e, apesar dos programas de prevenção desse agravo no Brasil, o panorama de mortalidade por essa causa ainda é muito preocupante. Trazendo para o cenário local, algumas regiões apresentam uma elevação no percentual de óbitos, como é o caso da Ponte da Redinha”, destaca o parlamentar. “A nossa proposta busca contribuir com o enfrentamento dos inúmeros casos de suicídio no país inteiro e, principalmente, no nosso estado”, acrescentou o deputado Rafael Motta.

A LDO é a lei orçamentária cujo objetivo principal é orientar a elaboração dos orçamentos do Poder Público. Feita a mudança proposta por Rafael, os novos Orçamentos vão ter a rubrica para os equipamentos de proteção em pontes, permitindo assim a alocação de recursos para esse fim. O pedido foi dirigido por ele ao Ministério do Planejamento.

Escreva sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Lista de comentários