Suspeito de participar da morte do Cabo Ildônio morre em confronto com a PM

O Grupo Tático Operacional (GTO) de Caraúbas (comandado pelo Tenente Julio Batista)  tentou prender o suspeito nº 1 na morte do Cabo Ildônio José – executado com tiro de Escopeta Cal. 12 quando se deslocava para a faculdade em um ônibus escolar no mês de agosto deste ano – mas foi recebido a tiros pelo criminoso Vantuir Lima.

Na iminência de ser atingido, o grupo policial abriu fogo para se defender. O malévolo foi atingido por tiros e na sequência socorrido com vida para o hospital de Caraúbas, morrendo antes de dar entrada naquela unidade hospitalar. A Polícia Militar tinha um único objetivo, prender o investigado, mas a ação não saiu como planejada.

Leia Mais

Corpo de PM executado a tiros no caminho da faculdade é enterrado com honras militares em Mossoró

O corpo do cabo da Polícia Militar Ildônio José da Silva foi enterrado no final da tarde desta sexta-feira (17), em Mossoró, região Oeste potiguar. O PM tinha 43 anos de idade e foi executado a tiros por assaltantes quando ia para a faculdade nesta quinta (16).

Os criminosos abordaram o ônibus escolar em que estava o cabo na RN-117, entre as cidades de Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado.

De acordo com o 12º Batalhão da PM, responsável pelo patrulhamento na região, depois de subirem no transporte coletivo para assaltar, os bandidos reconheceram Ildônio e o executaram. Eles teriam reconhecido o policial. (mais…)

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.