Agripino sobre liberação de R$ 700 mi para a educação: país não avança se não houver investimento‏

O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), comemorou a anúncio do governo Michel Temer, nesta quarta-feira (29), de que irá liberar R$ 743 milhões para a educação básica e superior. Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, dos R$ 743 milhões, R$ 268 milhões são para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nas redes municipal e estadual, em 1.214 municípios em 26 estados. 

“O ministro Mendonça Filho, que é do Democratas, tem feito um trabalho primoroso à frente da pasta, mesmo diante de um cenário de incertezas e de crise econômica grave, deixada pelo governo do PT. A liberação desse recurso é, sem sombra de dúvida, um importante passo para o Brasil porque sabemos que um país só avança se houver investimento contínuo na educação”, frisou o parlamentar.

Em cerimônia no Palácio do Planalto pela manhã, Temer também anunciou reajuste de 12,5% no programa Bolsa Família, que vai valer a partir de julho. O reajuste será maior do que havia sido prometido pela presidente afastada Dilma Rousseff, no Dia do Trabalho, mas na época ela não podia formalizar oficialmente o reajuste porque o Orçamento da União não permitia. A promessa de Dilma era conceder um reajuste médio de 9%. 

“Nós sempre apoiamos o Bolsa Família porque esse programa é patrimônio da sociedade brasileira. Claro que ele precisa ser aperfeiçoado, dando às pessoas, por exemplo, oportunidade de crescer na vida”, destacou José Agripino.

2 Comentários

cabavei

jun 6, 2016, 11:20 am Responder

conversa fiada, esses políticos sempre apoiaram foi seus bolsos isso sim

José Adécio da Silva

jun 6, 2016, 11:46 am Responder

quaquaquaquaquaqua isso é uma justiça suja

Deixe uma resposta para José Adécio da Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.