Caicó: Batida proposital foi antecedida por incidente e discussão na Coronel Martiniano, diz testemunha

Uma testemunha relatou ao blog Jair Sampaio que a batida proposital feita pelo motorista da van contra um carro de passeio na Av. Rio Branco na manhã desta quarta feira, centro da cidade de Caicó, foi antecedida de incidente e discussão entre os dois motoristas na Av. Cel. Martiniano.

De acordo com a testemunha, que trabalha em uma loja e terá o nome preservado, inicialmente o proprietário do carro de passeio foi quem colidiu na van (incidente), em seguida tentou fugir, e foi seguido pelo condutor do veículo de transporte de cargas, que perdeu a cabeça em seguida.

Ainda há informações de que o motorista da van teria alegado demora no comparecimento da Polícia Rodoviária Estadual para registrar o fato, e sob esta alegação, colidiu seu veículo no segundo carro envolvido na ação.

CONFIRA RELATO DA TESTEMUNHA

POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL

Lembrando para os dois motoristas envolvidos nesta situação que há um entendimento do Ministério Público no sentido de os registros de acidentes sem vítimas sejam todos levados à delegacia pelas partes interessadas.

Em síntese, o acidente não teve vítimas, mas sim danos materiais. Neste caso os interessados são os próprios envolvidos, e não o Estado, portanto, a presença da Polícia Rodoviária Estadual no local seria apenas para orientar.

LEI MUNICIPAL

A Câmara de Vereadores da cidade de Caicó ainda não aprovou lei que autorize a contratação de agentes de trânsitos, o que chamamos de “amarelinhos”, e isso impede que órgão superior faça esta fiscalização.

O prefeito em exercício, assim como outros que por ali passaram, já tentaram com o DETRAN renovar o contrato que autoriza a Polícia Rodoviária Estadual atuar nas vias urbanas da cidade, mas não conseguiram.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.