Comissão de Minas e Energia acata sugestão de emenda de Rafael Motta

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados acatou uma sugestão de emenda do deputado Rafael Motta (PSB) e irá destinar R$ 500 milhões para a geração de energia renovável. Dessa forma, o colegiado irá sugerir que o Orçamento 2020 preveja investimentos para a construção de parques eólicos e usinas solares.

“O Brasil tem grande potencial para a geração de energia solar e energia eólica. Temos irradiação solar intensa o ano todo em grande parte do país e pontos com ventos de excelente qualidade. São fontes preciosas que devem ser melhor exploradas”, justifica o deputado potiguar.

O Rio Grande do Norte é o segundo maior produtor de energia eólica do Brasil, com 151 parques com capacidade instalada de produção de quatro gigawatts, superado apenas pela Bahia que possui 160 parques.

A energia eólica representa 8% da matriz energética brasileira e a energia solar, 1,4%. A ampliação da produção de energia a partir de fontes renováveis é uma das metas assumidas pelo Brasil na Conferência do Clima – COP-21. São fontes limpas de energia, que substituem fontes emissoras de gases poluentes como a queima de combustíveis fósseis, e as fontes com alto impacto ambiental, como as usinas hidrelétricas. 

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.