Dr. Araújo defende barreira sanitária em Ouro Branco e mostra preocupação com avanço da Covid-19

Médico mostrou preocupação onde Ouro Branco tem um caso confirmado e um suspeito, segundo Boletim da Sesap/RN

O vice-prefeito Dr. Araújo (PSDB), médico que atende as famílias de Ouro Branco há mais de 40 anos fez um alerta preocupante quanto ao avanço do Coronavírus no Estado. “Em Natal, os leitos gerais já apresentam 84,3% de ocupação. Em Mossoró, 92,5% dos leitos disponíveis para tratamento da Covid-19 já estão ocupados. No Seridó, tem mais de 15 casos confirmados e mais de 370 suspeitos. Caicó tem 5 casos e houve mortes já em Serra Negra do Norte e Carnaúba dos Dantas. Currais Novos tem 30 casos confirmados. Ouro Branco tem um caso de Covid-19 e outro suspeito”, relatou.

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Dr. Araújo explica a grave situação. “Há 227 pacientes internados – 68 em UTI, 56 em semi-uti e 103 em leitos clínicos. Outros 127 estão em hospitais públicos e mais 100, na rede privada. É uma informação oficial. Ouro Branco não tem UTI. Não tem respirador. Todo caso de Covid-19 que aparecer vai para Caicó, depois Natal. E se não tiver mais leitos as pessoas vão morrer como já acontece no Amazonas, São Paulo, Ceará, Pernambuco e Rio de Janeiro”, frisa o médico.

Dr. Araújo ainda fala da interiorização do vírus. “Quem acompanha as autoridades de saúde do RN observa que os casos de contaminação estão crescendo em todo interior. O secretário de Saúde foi claro. Ele disse que era reflexo das aglomerações nas ruas e as filas que estão se formando nas agências da Caixa Econômica. No Nordeste, Fortaleza já entrou em lockdown, Maceió, Recife e Manaus estão próximo disso. Tem que ter cuidado em possíveis flexibilizações no comercio. Sabemos que as pessoas precisam ter seu sustento. Quem vive de vender algo, tem que se proteger. Uso da máscara, lavar sempre as mãos, seja com álcool ou com sabão, que é ainda melhor”, frisa Dr. Araújo.

Sobre as barreiras sanitárias, Dr. Araújo defendeu a medida. “Na Paraíba, na nossa vizinha Várzea tem barreiras sanitárias. Se eu fosse prefeito ou integrasse a equipe de Saúde em Ouro Branco defendia a imediata instalação das barreiras. Em Serra Negra, onde já aconteceu duas mortes, o prefeito de lá fez a barreira. Mas, não precisa a gente esperar o pior para iniciar”, defende o médico que já foi duas vezes prefeito de Ouro Branco.

2 Comentários

Quintino Neto

maio 5, 2020, 11:03 am Responder

Currais novos 30 casos? Não tá errado não?

Gil Braz Silva Romero

maio 5, 2020, 2:42 pm Responder

A medida que o Dr. Araújo tem descrito é corretíssima tem que ter barreiras da Vigilância Sanitária, não só do município de Ouro Branco, como também em todos municípios do Estado do Rio Grande do Norte e consequentemente para todos Estados do Brasil. (08MAI20 às 14h42).

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.