ECOS DA OPERAÇÃO SANGRIA: Crimes de corrupção ativa envolvendo empresário e cunhado têm julgamento retomado em Caraúbas-RN

Há algum tempo, Caraúbas, no interior Potiguar foi alvo de uma operação meticulosa envolvendo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO com o apoio da Polícia. Foram diversos mandados de prisão temporária e busca e apreensão. O motivo: fraudes em licitações que podem chegar a 11 milhões de reais.

Entre os acusados, estão o empresário e ex-vereador Airton Praxedes (Novinho) e seu cunhado e funcionário Francisco Lúcio Alves. Os dois são acusados de corrupção ativa em um desdobramento da operação e podem ver sua situação se complicar, pois o processo entrou no prazo para alegações finais e até agora os argumentos da defesa não foram suficientes para interromper o processo. Se seguir como vai, podemos ver a tendência do Brasil atual valer e os reús pagarem pelo que são acusados.

Novinho Praxedes tentou sumir um pouco da política e ver se era esquecido. Investiu suas fichas em outra pessoas, mas de forma a manter o controle das coisas. Elegeu a esposa de Lúcio Titica Leite. Parece que não deu muito certo e mesmo sem cargo na política, e manobrando Titica, Novinho pode sentir o peso do passado mesmo assim e acabar sendo alcançado pelas ações de quando estava no mandato de vereador, quando chegou a presidir a Câmara Municipal. Parece que quem deveria fiscalizar, acabou sendo fiscalizado e não passou no teste.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.