Empresa chinesa demonstra interesse em parceria com Parque Tecnológico

A apresentação de um protocolo de intenções e a possibilidade de prospecção de parcerias na área de energias renováveis foram as pautas principais de uma reunião, via videoconferência, na manhã desta segunda-feira, 26, entre equipes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da empresa chinesa State Power Investment Corporation (SPIC), uma das maiores empresas da China, presente em 36 países.

Os dois temas convergiram para a perspectiva de uma cooperação para atividades de internacionalização de negócios, pesquisa e desenvolvimento aplicadas ao Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo (PAX), unidade da UFRN que funcionará na cidade de Macaíba. Presentes, o gerente-geral, Steve Ang Zou, e o diretor chefe de tecnologia, David Yang, destacaram e elogiaram o potencial e a área de produção de energia renovável no Rio Grande do Norte. Eles destacaram que o principal foco da empresa é a produção de energia solar fotovoltaica e a eólica, bem como a instalação de um centro de desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologia.

Na oportunidade, o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, fez uma breve apresentação oral da universidade, expondo dados a respeito da quantidade de alunos, a classificação em rankings nacionais e o esforço da instituição em potencializar a inovação e o empreendedorismo nas diversas áreas acadêmicas da instituição. Ele circunstanciou exemplificando que, especificamente às pesquisas em energias, há muitas linhas de pesquisa na área de desenvolvimento sustentável, energias renováveis e redes elétricas inteligentes.

Junto ao diretor da Agência de Inovação (Agir), Daniel Pontes, ao secretário de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Márcio Venício Barbosa, e ao diretor do Parque Metrópole Digital, Anderson Cruz, o reitor convidou a equipe chinesa para conhecer as instalações construídas do PAX e de alguns laboratórios da UFRN, no mês de setembro, momento no qual o Protocolo de Intenções poderia ser melhor debatido. Embora não confirmassem a vinda em setembro, Steve Ang Zou e David Yang afirmaram que até o fim do ano virão ao estado, haja vista que a SPIC assinará um termo de compromisso com o Governo do RN, documento este que prevê investimentos no estado em torno de 2 bilhões de reais.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.