Engenheiro é assassinado a tiros durante briga em festa junina no interior do RN

Um engenheiro civil foi morto a tiros na madrugada deste domingo (23) na cidade de Apodi, na região Oeste potiguar. Foi durante um arraiá de São João. Segundo a Polícia Militar, Euriclides Góes Torres, de 38 anos, se envolveu em uma briga. Em meio a confusão, uma terceira pessoa sacou uma arma e atirou no engenheiro. Ele ainda foi socorrido ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. O assassino fugiu.

A festa, que era particular, acontecia ao lado da Associação Cultural Desportiva Apodiense (ACDA), no Centro da cidade. “A informação que temos é essa, de que houve uma briga e uma terceira pessoa se aproximou armada e atirou no engenheiro, que também era dono de um posto de combustíveis no município”, relatou o capitão Costa e Silva, comanda da PM na região.

O homem que brigava com o engenheiro também foi atingido. Ele foi ferido em uma das mãos e também foi socorrido.

O G1 tentou ouvir a Polícia Civil, mas a cidade não possui uma delegacia regional para atender os crimes que acontecem fora do horário normal de expediente. “E isso atrapalha muito a investigação. Quando acontece um caso como este, é preciso vir um delegado de Mossoró, que fica distante daqui, para iniciar o trabalho de apuração”, ressaltou o capitão.

G1RN

2 Comentários

GIl Braz Silva Romero

jun 6, 2019, 1:26 pm Responder

É prende-lo o autor do crime, botar pra trabalhar durante o período de cadeia prá pagar as despesas ao governo que foi gasto para prende-lo e demais despesas que acontecer. Deve tirar trinta anos de cadeia do mínimo. Com todas pessoas que comete crime fizesse isso eles iam pensar com certeza antes de fazer.

Paulo Frade

jun 6, 2019, 9:30 pm Responder

Taí o resultado…. briga é atitude de otário!

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.