Estudo publicado pela revista “The Lancet” indica que cloroquina aumenta risco de morte por problema cardíaco

Foto: Reprodução

Um estudo cientifico publicado na renomada revista “The Lancet”(Hidroxicloroquina ou cloroquina com ou sem macrolídeo para tratamento de COVID-19: uma análise de registro multinacional),estudo foi realizado com 96 mil pacientes e aponta que a hidroxicloroquina e a cloroquina não apresentam benefícios contra a Covid-19. VEJA AQUI A PUBLICAÇÃO DO ESTUDO.

Os resultados divulgados nesta sexta-feira (22) mostram que também não há melhora na recuperação dos infectados, mas existe um risco maior de morte e piora cardíaca durante a hospitalização pelo Sars CoV-2.

O grupo de cientistas comparou os resultados de 1.868 pessoas que receberam apenas cloroquina, 3.016 que receberam só hidroxicloroquina, 3.783 que tomaram a combinação de cloroquina e macrólidos (classe de antibióticos), e mais 6.221 pacientes com hidroxicloroquina e macrólidos. O grupo controle, sem uso dos medicamentos, é formado por 81.144 pacientes.

No final do período, um a cada 11 pacientes do grupo controle havia morrido – 7.530 pessoas (9,3%). Todos os quatro tipos de tratamento foram associados com um risco maior de morrer no hospital:

Apenas cloroquina ou hidroxicloroquina: cerca de um a cada 6 pacientes – 307 pessoas morreram (16,4%) e 543 (18%), respectivamente;
Substâncias com os macrólidos: cerca de um a cada 5 pacientes – 839 morreram (22,2%) no caso de cloroquina + antibiótico e 1.479 (23,8%) na combinação de hidroxicloroquina + antibiótico.

Os cientistas excluíram fatores que podem influenciar os resultados, como idade, raça, índice de massa corporal e outras condições associadas (doenças cardíacas, diabetes, e doenças pulmonares).Veja mais AQUI.

2 Comentários

Edilene Quirino

maio 5, 2020, 4:09 pm Responder

Pois já sei que os pacientes com lúpus eritematoso sistêmico que tomar um comprimido todos os dias vão durar pouco , esse povo devia pensar duas vezes antes de passar qualquer informação pois tenho um filho que toma esse remédio todos os dias pra sobreviver

Edilene Quirino

maio 5, 2020, 4:10 pm Responder

Pois já sei que os pacientes com lúpus eritematoso sistêmico que tomar um comprimido todos os dias vão durar pouco , esse povo devia pensar duas vezes antes de passar qualquer informação pois tenho um filho que toma esse remédio todos os dias pra sobreviver

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.