Exército patrulha ruas da Grande Fortaleza durante paralisação de PMs

Tropas do Exército Brasileiro começam a patrulhar as ruas de Fortaleza e Região Metropolitana da capital cearense nesta sexta-feira (21), 4º dia de motim de policiais militares.

A medida é um pedido do governador Camilo Santana (PT). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) autorizou o emprego dos militares por meio de um decreto de Garantia de Lei e da Ordem publicado na quinta-feira.

O Ceará também recebeu apoio da Força Nacional – unidade comandada pelo Ministério da Justiça e formada por policiais de outros estados.

Desde a noite de terça-feira (18), parte dos PMs do estado cruzou os braços para pressionar por um aumento salarial maior do que o proposto pelo governo. O movimento também tem fechado batalhões – nesta sexta, a unidade de elite na cidade de Sobral foi ocupada por homens encapuzados – e atacado carros oficiais, que têm os pneus esvaziados para não poderem ser utilizadas.

As tropas do Exército que farão o patrulhamento serão formadas por militares de Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, e vão atuar de forma prioritária na capital e cidades da Região Metropolitana. No interior, as forças serão empregadas conforme a demanda.

A expecativa é que o Exército começasse a atuar a partir da tarde desta sexta, mas mas por volta das 10h já havia tropas realizando patrulhamento no Centro de Fortaleza, em ruas próximas do comando da 10ª Região Militar, onde uma reunião definiu os detalhes da operação.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.