Juíz condenado a 13 anos de reclusão consegue reaver salário integral após decisão da Justiça

O ex-juiz Edvaldo Albuquerque, preso na Operação Astringere, voltará a receber salários integrais. A decisão tomada pelo Tribunal de Justiça e publicada em janeiro, mas tornada pública apenas nesta semana, em discussão no Tribunal de Contas do Estado. Em 2017, ele foi condenado a 13 anos de prisão, inicialmente em regime fechado, e perdeu sua aposentadoria.

Albuquerque foi condenado junto com outros 11 réus, por um esquema de fraudes de um grupo que fabricava alvarás e astreintes, que são multas aplicadas a pessoas ou empresas que deixam de atender uma decisão judicial. O crime acontecia sem que a pessoa responsável pela ação judicial soubesse que seu nome estava sendo usado.

Preso desde 2013 por envolvimento no esquema, o ex-juiz foi aposentado compulsoriamente por decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba.

1 Comentário

Gil Braz Silva Romero

mar 3, 2020, 5:04 pm Responder

É por isso que contínua havendo roubos, um ex-juiz aposentado cometendo crime de roubo, seus vencimentos são suspensos, e a justiça depois dá direito a ele receber integralmente seus salários, que país vivemos. Enquanto esse ex-juiz deveria pagar todas despesas que o governo gastou (ou seja despesas gastas por nós), através de trabalhos e hipotecacao de seus bens.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.