Mais de 13 milhões estão desempregados; Veja dicas para sair da crise

O Brasil conta com 13 milhões de desempregados, somando uma taxa de 12,3% no trimestre encerrado em maio, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve uma queda de 0,5% em relação aos três meses anteriores, onde a soma totalizava 12,4%, e de 1,6%em relação ao mesmo período  no ano passado.

“Os dados em conjunto evidenciam mais uma vez a fragilidade econômica e se configura em desafio ao presidente que pode ver sua aprovação cair ainda mais”, afirmou André Perfeito, economista-chefe da Necton, ao Portal Valor Investe, do Grupo Globo.

Os números do IBGE revelaram outro dado interessante, mostrando que a queda do desemprego tem sido determinada pelo aumento do trabalho informal e da subocupação. A taxa composta de subutilização da força de trabalho subiu para 25% ante 24,6% no trimestre anterior, o que é um novo recorde, com 28,5 milhões de pessoas nesta condição.

Em outras palavras, um a cada quatro brasileiros em condições de trabalhar está desempregado, trabalhando menos horas do que gostaria ou desistiu de procurar emprego. Já o número de trabalhadores sem carteira assinada somou

11,4 milhões de pessoas, uma média de 18% de toda a população ocupada no país até o mês de maio.

Se você se encontra em algumas dessas condições ou está buscando complementar a renda, confira algumas dicas para sair da crise!

Trabalhe com o que você já conhece e evite gastos desnecessários

O site Guia Empreendedor listou alguns pontos importantes para quem deseja empreender com pouca grana, dentre elas trabalhar em áreas que você já conhece, evitando ter que contratar uma consultoria externa, além de sair na frente com a sua expertise na área.

Outro ponto importante é evitar gastos desnecessários, transformando, por exemplo, a sala ou quarto num home office, coworking ou ateliê para os seus trabalhos. Investir no Marketing Digital também é uma boa estratégia para divulgar seu produto ou serviço.

Invista em reparos e reformas

Em tempos de recessão e com menos dinheiro circulando no mercado ninguém vai substituir o que pode ser consertado, não é mesmo? Para quem tem habilidades com reformas e reparos, a função de “marido de aluguel” continua sendo muito requisitada. E o mais bacana é que você não precisa de um alto investimento além de escolher boas ferramentas, como por exemplo investir em uma chave de fenda,  para desenvolver o seu trabalho.

Já na era do slow fashion que incentiva hábitos sustentáveis de consumo, investir no conserto e renovação de roupas  antigas pode ser um ótima forma de complementar a renda para  quem tem prática com corte e costura.

Que tal um e-commerce?

Lembra da dica sobre investir em Marketing Digital? Um e-commerce pode ser uma boa forma de divulgar e vender seu produto. As pessoas estão cada vez mais habituadas a procurar os menores preços na internet, valorizam a comodidade de não ter que sair de casa e, com um bom esquema de entrega, você ainda não tem a limitação física, podendo ofertar o seu produto para pessoas de todo o país ou até para fora do Brasil.

Vale salientar que antes de empreender em qualquer negócio é preciso analisar o cenário de forma realista, encontrar um nicho de mercado e realizar um bom planejamento estratégico e de recursos.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.