“Milícia fascista”: Fátima Bezerra denuncia ataque a tiros a integrantes do MST na BR-304 em Mossoró

Em pronunciamento nesta quarta-feira (25), a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) classificou como uma violação dos direitos humanos e um ataque à democracia o episódio ocorrido na madrugada da terça-feira (24), em Mossoró, região Oeste potiguar: cerca de 150 “Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra” foram atacadas tiros por uma “milícia fascista”, como definiu a parlamentar.
De acordo com a senadora, um militante do movimento foi atingido por um desses disparos, mas está fora de perigo, enquanto duas crianças continuam em estado de choque, afirmou a senadora.
Fátima Bezerra disse que essas pessoas estão ocupando um terreno à margem da BR-304, em Mossoró (RN), para lutar pela reforma agrária, além de relembrar os 22 anos do massacre de Eldorado dos Carajás.

Para a parlamentar, a ação dos criminosos é resultado do descaso do governo federal com os trabalhadores. Fátima Bezerra afirmou ainda que os integrantes do MST também reivindicam a libertação do ex-presidente Lula, preso após condenação pelo Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF4), e a prisão dos assassinos da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, executada no dia 14 de março.
“É preciso mais do que nunca denunciar e combater com necessário vigor o avanço da intolerância, do ódio, da violência e do fascismo em nosso país”, disse Fátima Bezerra.

Mossoró Hoje
Imagens: Reprodução

3 Comentários

anonimo Falando por Todos

abr 4, 2018, 7:41 am Responder

Que vergonha que essa tal Bandida Seja sENADORA DO RN,
ficou na História uma senadora Comandar Bandidos , sem terra , com , armados com facas , facão , foices enxadas , machados para invadir empresas do Rn . que vergonha ainda quer ser Canidata a Governo .

anonimo Falando por Todos

abr 4, 2018, 8:27 am Responder

Por favor publique ai
isso é uma farsante apoia Bandidos invasores .

Amaury

abr 4, 2018, 9:04 pm Responder

O PT passou 16 anos no poder e não conseguiu resolver esse problema dos sem terra.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.