Parnamirim: PRO-EVA municipal recebe visita de representantes da Universidade da Espanha

Representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Universidade de Granada, da Espanha, visitaram nesta terça-feira (10) a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Liberdade e o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Monte Castelo.

A visita teve como objetivo conhecer o trabalho realizado no Município através do Projeto de Promoção ao Envelhecimento e Vida Ativa – PRO-EVA e discutir ações para as próximas etapas e tratar sobre a utilização da Caderneta do Idoso.

O projeto acontece no município através da parceria entre a Prefeitura de Parnamirim e a UFRN e visa estimular a cidadania e contribuir para o aumento da qualidade de vida a partir do uso da caderneta.

Durante a visita estavam presentes a coordenadora de Atenção Básica, Isabelle Albuquerque; o coordenador do PRO-EVA na UFRN, professor Álvaro Campos, e equipe técnica da UFRN; e os professores da Universidade de Granada, José Manoel Marmol, de fisioterapia Ocupacional, e José Luis Garrido, de Engenharia da Computação.

Na ocasião, além de conhecer de perto o trabalho realizado na UBS e no CRAS, eles assistiram a apresentação musical do coral das idosas. O professor José Manoel elogiou o andamento do Projeto. “Em Parnamirim, vejo que o PRO-EVA está bem coordenado e tem alcançado total integração das equipes de Saúde, além disso, o serviço de atenção básica está funcionando muito bem”, ressaltou.

De acordo com o professor José Luis, é visível a integração dos profissionais. “Pelo número de idosos atendidos, percebemos a força do projeto e o reconhecimento das pessoas idosas têm do PRO-EVA”, declarou.

PRO-EVA em Parnamirim

De acordo com a cordenadora Isabelle, através da atenção básica de saúde do município, o PRO-EVA está funcionando em cinco UBS, já está sendo implantada nas demais unidades e se aproxima dos 1.000 idosos que estão com suas cadernetas preenchidas. A expectativa é que nos próximos meses seja ampliado muito mais esse quantitativo e posteriormente alcance todos os idosos do município.

O Projeto, implantado em Parnamirim desde 2018, foi uma das 135 experiências aprovada na primeira etapa no Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal, do Ministério da Saúde. Ao todo o Prêmio APS Forte para o SUS teve 1.294 experiências inscritas. “Para nós é uma satisfação grande ter essa experiência aprovada.

ASCOM

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.