Vereador Odair vai assinar CPI da COSIP

O vereador Odair Alves Diniz, presidente da Câmara de Vereadores de Caicó, disse que não vai decepcionar a população, que é favorável à CPI. Com a confirmação da assinatura de Odair, Mara Costa obterá êxito para iniciar o processo, cinco votos, já confirmados.

Confirmados os votos a favor da vereadora Rosângela, vereador Odair, Rangel e Andinho. Com isso, a Câmara de Vereadores investigará se houve ou não desvios ou outras irregularidades com os recursos da COSIP desde o Governo Batata, Roberto e Bibi Costa.

“Vereador Odair Diniz assina a CPI. Não fazendo pré-julgamento, mas a população precisa de respostas e o prefeito com sua ampla defesa fará seus argumentos”, disse o presidente do legislativo caicoense, Odair Alves Diniz.

Apenas Mara Costa e Rosângela assinaram requerimento para abrir CPI da Cosip

A vereadora Mara Costa explanou que anda encontrando inúmeras resistências dos demais colegas para assinar o requerimento que abre uma CPI para investigar denúncias de desvios da Cosip no âmbito da administração municipal.

Tanto é que somente as vereadoras Mara Costa (autora do requerimento) e Rosângela de Zé Maria tiveram a iniciativa de assiná-lo. Espera-se pelo menos mais três assinaturas, para completar o mínimo necessário para protocolar o requerimento da CPI.

Suspeita-se que existe uma pressão para que os parlamentares não assinem a abertura do processo investigativo, independente de qual seja a administração. Os interessados no arquivamento da CPI acionaram lideranças estaduais com influência nos legisladores caicoenses. O que comenta-se nos bastidores é que a CPI deve ser barrada de qualquer forma.

De volta ao comando do CPI, Coronel Arcanjo participa do sepultamento do Sargento Cândido

Quem também esteve no velório e sepultamento do Sargento Cândido na tarde desta terça-feira (06), foi o coronel Welington Arcanjo, novo titular do Comando de Policiamento do Interior. Em entrevista ao Blog Sidney Silva, Arcanjo disse que ainda não esteve no prédio do CPI depois da designação para o cargo, porque tudo aconteceu muito rápido. Antes, o cargo de comando do CPI era do Coronel Eliauze.

Nós perguntamos ao coronel Arcanjo o que o motivou a voltar para o CPI e ele disse que isso estava nos planos de Deus. “Eu acho que foi um plano de Deus. Eu tinha saído e coma chegada da nova secretária, ela já conhece meu trabalho, nos convidou e eu gosto muito do interior. Tenho 33 anos de polícia e minha vida foi no interior. Eu acho que a união de esforços e companheirismo vai fazer com quem nós façamos um bom trabalho“, disse.Mais >

Se dependesse de CPIs Cabral e Cunha estariam soltos e até mais poderosos

Houve um tempo em que ser convocado a depor em Comissão Parlamentar de Inquérito era o máximo do constrangimento.  Políticos com poder de articulação faziam de tudo para não ser chamados a sentar na cadeira dos depoentes; equivalia a um banco dos réus. Esse tempo, passado, foi substituído pelo exercício corporativo do salve-se quem puder mediante a prática de todos por um. Dois, três e quantos mais houver a serem incluídos na lista da salvação.Mais >