04 comerciantes são presos no Seridó por suspeita de venda clandestina de gás GLP

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio da Delegacia Regional de Caicó (3ª DRP) cumprindo determinação do Ministério Público, tem intensificado ações de combate à comercialização clandestina do GÁS DE COZINHA. Duas cidades do Seridó foram alvos dessa ação policial nas últimas 48 horas.

No município de Parelhas, por exemplo, foram presos: Odair José dos Santos, Célio Nogueira dos Santos e Matheus Lucas da Silva. De acordo com o Delegado de Polícia Civil (Parelhas), Dr. Alex, foram apreendidos mais de 70 botijões de gás que estavam sendo comercializados irregularmente. 

Além da cidade de Parelhas, a operação prendeu outro comerciante na cidade de Cruzeta, também no Seridó do Estado. Estas não foram as únicas operações na região. Para o Delegado Chefe de Polícia Civil no Seridó, Dr. Ricardo Brito, outras operações similares a estas já ocorreram e deverão vir outras.

Setembro vem com gás de cozinha mais caro

A Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (ASMIRG-BR) distribuiu nota informando sobre a previsão de aumento do gás de cozinha, previsão apontada pelas companhias distribuidoras para setembro. 

Em documento encaminhado ás revendas, o anuncio refere dois aumentos, um da Petrobras, tomado como certo de 15%, e o segundo, das próprias companhias distribuidoras, referente a futuros acordos coletivos que irão entrar em negociação.

“O aumento da Petrobras, embora praticado no preço de compra das companhias, chega no mesmo percentual no preço de vendas das distribuidoras. Considerando real o anúncio divulgado que a Petrobras coloca um aumento de 15%, refere-se a uma correção equivalente a R$ 2,25Mais >

Petrobrás comunica novo aumento no GLP

Uma revenda de gás GLP na Paraíba recebeu nessa quarta feira, 23, o comunicado oficial da Petrobrás sobre um novo aumento para o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP – o chamado gás de cozinha). O empresário, leitor do blog Jair Sampaio, enviou a nota na íntegra.

“Caro revendedor, conforme é de conhecimento de todos, a Petrobras está fazendo ajustes dos preços de seus produtos periodicamente. No caso do GLP, este ajuste ocorre todo dia 5 de cada mês. Levando-se em consideração a atual cotação internacional do GLP, conforme prevê a regra de correção da Petrobras, o próximo ajuste do dia 5 de setembro aponta para uma aumento de 15% no preço do GLP. Isto sem considerar o ajuste decorrente da Convenção Coletiva da categoria (que ocorre todo setembro) e repasse de custos.
Mantenham seus estoques cheios.”

Polícia Civil combate comércio clandestino de gás GLP em Jucurutu e apreende carga

Na última quarta-feira, dia 07 de junho, a Polícia Civil de Jucurutu realizou uma operação, que resultou na prisão de um distribuidor irregular de Gás Liqüefeito de Petróleo (gás de cozinha), procedente da cidade de São Rafael-RN, e de um revendedor varejista, no município de Jucurutu.

De acordo com a Delegacia, o distribuidor saía de São Rafael-RN, transportava, ingressava no município vizinho e distribuía, fora dos limites da autorização da Agência Nacional do Petróleo – ANP, e em desatendimento às normas ambientais e de transporte do IDEMA, a revendedor varejista em Jucurutu-RN.

Por sua vez, o varejista, antes de outorgada a autorização da agência reguladora, exercia a atividade de revenda de GLP, de modo clandestino.

Na ação policial, restaram apreendidos 178 botijões e o caminhão usado para o transporte desse material, tendo os flagranteados sido autuados pela prática de crime contra a ordem econômica – art. 1°, inciso I, da Lei 8.176, de 08.02.1991). 

Em face da periculosidade no manuseio e uso de produto altamente inflamável, o objetivo foi detectar locais ou comerciantes de revendas de GLP (gás de cozinha) e coibir a distribuição e o comércio clandestinos desses recipientes que são potencialmente perigosos, podendo ocasionar danos à população e ao meio ambiente”, declarou o Delegado Rafael Garcia.

Após os procedimentos de praxe, os autuados foram recolhidos ao Centro de Detenção Provisória de Jucurutu, onde permaneceram à disposição da Justiça.

Segundo informações, a polícia já sabe de outros estabelecimentos comerciais, principalmente supermercados e mercearias, que estão comercializando o gás, de forma clandestina em outras cidades do Seridó, as investigações prosseguem, e podermos ter novas prisões nos próximos dias em outras cidades do Seridó.