FALTA FISCALIZAÇÃO: Cimento R$ 30 e tijolo R$ 420 puxam alta da construção civil no RN


A reclamação é geral por parte de construtores, trabalhadores da construção civil e da população que viu na pandemia a oportunidade de construir sua casinha e/ou até mesmo de reformar um imóvel.

A alta nos preços dos produtos de material de construção é puxada principalmente pelo cimento e o tijolo, que até pouco tempo eram vendidos a R$ 18;00 o saco e R$ 250,00 o milheiro, respectivamente.

Hoje não se compra um saco de cimento por menos de R$ 30 na região do Seridó, o mesmo acontece com o milheiro do tijolo, que não sai por menos de R$ 420, fruto de especulação de mercado e falta de fiscalização.

Procon notifica lojas a explicar aumento nos preços do cimento e tijolo em Manaus

Mais >