Movimento Policiais Antifascismo publica nota sobre morte de PM


“Por um Estado em que as pessoas não sejam mortas por sua profissão, cor de pele ou condição social”. Com essas palavras, o Movimento Policiais Antifascismo do Rio Grande do Norte iniciou nota de pesar pela morte do sargento da PM Adailton Cristiano da Silva, 43 anos, quando voltava do trabalho na sexta-feira (20) entre as cidades de Vera Cruz e Macaíba, Região Metropolitana de Natal.

De acordo com o movimento, PM Cristiano, que estava lotado no 11º Batalhão, em Macaíba, participou de ação pelo acesso à informação dos atos administrativos da PMRN. “Cristiano capitaneou movimento pelo acesso à informação dos atos administrativos da Polícia Militar no estado, tendo sofrido à época sérias perseguições. Ele divulgava em seu blog os atos com resistência”, afirma a publicação.

O PM retornava para casa depois de um dia de trabalho quando foi atingido. Ele passava pelo distrito de Canabrava, na zona rural da cidade, e avistou um trio que estaria fazendo assaltos na região.

Mais >

Vera Cruz: pesquisa mostra disputa acirrada com Marcos Cabral 37,8% contra 34,3% de Cleonaldo Júnior


As Eleições 2020 tem Vera Cruz, município que integra a região metropolitana mostra que haverá uma disputa acirradíssima. Pesquisa Focos divulgada em parceria com o AGORA RN comprova que a campanha para prefeito será disputadíssima. Segundo os dados, em um cenário direto, o prefeito Marcos Cabral (PSB) teria 37,8% contra 34,4% do jovem Cleonaldo Júnior (PSDB). 15% não sabem e 13% disseram que votariam em branco. Considerando a margem de erro de 3%, hoje teria praticamente um empate técnico entre os dois principais nomes.

O instituto Focos também indagou o eleitorado de Vera Cruz quanto a questão espontânea, quando não apresenta nenhuma opção ao entrevistado. Marcos Cabral aparece com 33,8% seguido de perto por Cleonaldo Júnior que teve 27,3%. Marceleide Maciel (PSD) foi citada por 6,5% e o presidente da Câmara, vereador Micarlo Oliveira (PSB) teve 1,3% e Dízio Cabral com 0,3%. Branco e Nulo somaram 10,5% e 20,3% disseram que não sabem em quem votar.

Em um cenário estimulado de Marcos Cabral numa disputa direta com Marleide Maciel, o prefeito levaria vantagem de 38,3% contra 24%. Para 19,5% não sabem ou não quiseram responder. Já 18,3% preferiram votar branco e nulo.

Quanto a avaliação da terceira gestão do prefeito Marcos Cabral em Vera Cruz, quando se pergunta se aprova ou desaprova administração, 44% aprova contra 39% que desaprova. 17% preferiram não responder. No quesito rejeição, Marcos Cabral lidera com 15,3%, Cleonaldo teve 10,5%, Marleide 5,5%, Micarlo 5%. Já 53,5% não opinaram e 10,3% declararam branco/nulo.

A pesquisa foi realizada no dia 28 de agosto e ouviu 400 entrevistas. A pesquisa passou em todos os bairros e comunidades rurais: Conjunto Dudu, Centro, Shalon, Vila Real, R. Foice, P.Brasil, Araçá I e II, S. Cobe, S. Várzea, Jacaré, Santa Cruz, S. Papagaio, Presidio, Pitombeira e Genipapu. A amostra foi aleatorizada através de sorteios múltiplos aleatórios considerando bairro, rua e residência para a escolha do entrevistado. O resultado da pesquisa submete-se a um erro amostral máximo de 3,0%, com confiabilidade de 95%. A pesquisa submete-se a um reteste de 10% dos questionários.

Vera Cruz terá novo abatedouro


O Governo do Estado, por meio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater-RN, assinou a Ordem de Serviço da obra de construção do Abatedouro de Vera Cruz, denominado Unidade Didática de Processamento de Carnes, nesta quarta-feira (6).

De acordo com a diretora da Emater-RN, Cátia Lopes, “o Governo do Estado está empenhado para finalizar essa obra e entregar o abatedouro equipado e dentro das normas de segurança para o município de Vera Cruz no segundo semestre”.

A obra do abatedouro estava parada desde 2012, por isso foi realizado um novo processo licitatório para conclusão. O novo equipamento, que segue as normas técnicas de segurança vigentes, beneficia o município e região substituindo o abatedouro da cidade que não segue as normas vigentes.Mais >