“10 x 0 pra nois”: Presos de Alcaçuz criticam política carcerária debochando da SEJUC

Detentos do maior presídio do Rio Grande do Norte, a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, estão debochando da segurança pública potiguar. Após duas fugas bem sucedidas, presos do pavilhão 4 pegaram terra que foi retirada para a escavação de um túnel e usaram a areia para escrever na parede de uma das celas: ‘10 x 0 pra nois’.

O placar se refere às ultimas duas fugas registradas na unidade. Na noite da última quinta-feira (10) fugiram seis. Já na madrugada deste domingo (13),foram mais quatro. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

Vídeos gravados por agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE), unidade de elite da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), mostram a gozação feita pelos presos (veja acima). A provocação está dentro de uma das celas do pavilhão 4. Foi nesta carceragem que o túnel utilizado para as duas fugas foi escavado. Nas imagens, sob a supervisão dos agentes, alguns presos aparecem tapando o buraco e retirando a terra que ficou acumulada sobre os beliches da cela.

Procurado pelo G1, o diretor de Alcaçuz se manifestou. “Diante dessa afronta, todos os pavilhões que tiveram fugas por túneis serão esvaziados. Será realizado o serviço de concretagem e as vistorias nos pavilhões serão intensificadas. Ainda serão feitas obras na parte externa para aumentar a segurança no perímetro do presídio. Foram mais de 10 anos de nenhum investimento na estrutura de segurança da unidade”, disse Ivo Freire.

Com estas fugas, chega a 131 o número de detentos que conseguiram escapar do sistema prisional potiguar somente este ano.

http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2016/03/10-x-0-pra-nois-debocham-presos-de-alcacuz-apos-fugas-bem-sucedidas.html

1 Comentário

Inácio Augusto de Almeida

mar 3, 2016, 3:49 pm Responder

Virou pagode. A que ponto a segurança chegou no RN… Os presos debocham e tudo fica por isto mesmo. E a solução é tão simples. Basta separar os presos que estão apenados com até 4 anos dos que são de alta periculosidade. Os presos com pena de até 4 anos iriam para CAMPOS DE CONFINAMENTO. Com menos presos dentro dos presídios o controle poderia ser feito de forma mais eficaz. Um dia eu ainda descubro porque não fazem isto. O que já perdi a esperança foi de ver os recursos SAL GROSSO serem julgados.

Deixe uma resposta para Inácio Augusto de Almeida Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.