Caicó: Comunidade Umari tem obra de passagem molhada iniciada

Orçado na ordem de 250 mil reais, a construção de uma passagem molhada na comunidade Umari foi iniciada na última semana. Inicialmente, o projeto recebeu 50% do que será empregado no projeto.

A obra é um pleito do então deputado estadual Álvaro Dias, que em 2014, esteve ‘in-loco’ com o Ministro da Agricultura e Abastecimento, Neri Gueller, e lutou pela construção da passagem molhada.

A passagem molhada vai beneficiar inúmeras famílias que moram no Umari e comunidades adjacentes, além de beneficiar o escoamento da produção cerâmica naquele região, muito comum por lá.

O prefeito de Caicó, Robson Araújo, O Batata, está acompanhando a obra de perto. Para o gestor, o início da obra é um passo importante para o município que pleiteia a construção de outras obras como esta.

Pedido de Álvaro Dias a ex-ministro tem 50% liberado para construir passagem molhada no Umari

O Município de Caicó recebeu a confirmação da emissão de ordem bancária pelo Ministério da Agricultura referente ao pagamento de 50% (121 mil reais), para construção de uma passagem molhada na Comunidade Umari, na zona rural de Caicó.  (mais…)

3 Comentários

José do Nascimento

nov 11, 2017, 7:49 am Responder

Notícia de Fato: O vereador José Nogueira do Nascimento Júnior, de Ouro Branco, praticou ato de improbidade administrativa durante os ano de 2010 a 2012, quando trocou seu apoio na câmara de Ouro Branco para o prefeito em troca a disponibilidade da sua esposa que recebia sem trabalhar. Tal ato se configura como enriquecimento ilícito. Por este motivo peço ao ministério público que investigue esta notícia de fato e verás que o vereador praticou o ato de improbidade administrativa durante o período anteriormente citado. Após sua esposa ter sido exonerada da prefeitura por não comparecimento ao trabalho em 2013, o vereador procurou o deputado estadual Ezequiel ferreira, do seu partido para colocar sua esposa como funcionária na assembléia legislativa. A mesma foi colocada como servidora em comissão mas, mais uma vez recebia sem trabalhar em troca do apoiou do seu marido ao deputado Ezequiel, presidente daquela casa legislativa. Mais uma vez o vereador praticou ato de improbidade administrativa. Recentemente o vereador voltou a praticar o mesmo ato de improbidade, conseguiu a sua cessão da prefeitura de Caicó no qual é funcionário para ficar a disposição da Câmara de vereadores no qual não cumpria expediente. Outro ato de enriquecimento ilícito e de improbidade administrativa. O rei da improbidade ainda debocha da justiça dizendo que tem amigo no MP e que nunca será investigado. Será que o MP não tem interesse de investigar tais atos de improbidade do vereador? Esperamos que esta notícia chegue a justiça o mais rápido possível.

Gilvanildo Fernandes da Silva

nov 11, 2017, 10:33 am Responder

Vamos vê quanto tempo vai demorar essa obra…

Gilvanildo Fernandes da Silva

nov 11, 2017, 10:34 am Responder

Vamos vê quanto tempo vai levar pra ficar pronto…

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.