Câmera de segurança mostra assalto em que empresária é baleada na Paraíba

aa

Imagens gravadas por uma câmera de segurança na Rua Getúlio Vargas, no Centro de Campina Grande, agreste da Paraíba, mostram o momento em que a empresária Célia Márcia Santos Cirne, de 69 anos, é abordada e baleada por dois homens uma motocicleta, no sábado (24). No flagrante, um dos assaltantes atravessa a rua correndo com a arma em punho e invade o estacionamento onde aconteceu a abordagem a empresária. Em seguida, o outro suspeito se aproxima com uma motocicleta e os dois fogem.




De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava saindo de um estacionamento quando foi abordada pelos suspeitos. A empresária era irmã do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Cláudio Santos. Célia Cirne foi enterrada por volta de meio-dia do domingo (25), no cemitério Campo Santo Parque da Paz, no bairro do Velame, em Campina Grande.

A gravação divulgada nesta segunda-feira (26) mostra, logo em seguida, a empresária saindo no carro sem controle, cruzando a rua, sendo atingida por um carro e batendo de frente em uma loja do outro lado da rua. As imagens não mostram o que aconteceu dentro do estacionamento, mas a polícia acredita que a empresária possa ter reagido e o assaltante atirado.

O caso foi registrado no início da tarde, na Rua Getúlio Vargas. A empresária estava saindo do estacionamento quando foi abordada por dois homens em uma moto. Segundo a PM, a dupla anunciou o assalto e em seguida atiraram contra a mulher, que foi atingida na cabeça.

“Ela ficou um pouco assustada e eles entenderam como se fosse uma reação e atiraram, que atingiu. Do local foi levado a bolsa da vítima com objetos pessoais”, disse a tenente Rafaela Rotundano, da Polícia Militar.

Após ser baleada, a empresária perdeu o controle do carro e atravessou a rua, atingindo outro veículo que seguia pelo local. “Não tinha como eu parar e pensei até que não tinha motorista no carro, ai quando eu passei que vi eu brequei e quando bati, que o rapaz correu, ai disse que tinha uma pessoa baleada”, explicou o motorista, o autônomo Joab Rodrigues.

Ainda de acordo com a PM, a mulher chegou a ser socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante o atendimento.

A Polícia Civil investiga o caso e segundo o delegado Cláudio Manoel, as imagens das câmeras de segurança dos estabelecimentos próximos ao local do crime foram solicitadas para tentar identificar a dupla. “Por enquanto trata-se de um latrocínio tentado, onde segundo testemunhas os pertences dela foram levados e ela foi atingida por um tiro”, completou o delegado.

CONFIRA VÍDEO – G1PB

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.