Capitão Styvenson punido por trazer verdades

POR JACKSON DAMASCENO 

Tudo bem, ele foi meio exagerado. Generalizou e por isso cometeu injustiça. Mas é preciso levar em conta que o áudio que afastou Styvenson da Lei Seca foi de um bate-papo com uma amiga, não uma declaração oficial. Numa conversa informal a gente comete erro de Português, exagera pra dar força ao discurso, solta piada, fala bobagens.




Pelo amor de Deus! A bem da verdade, o capitão foi punido por conta da babaquice das instituições em geral. Eu ouço todo dia que baiano é preguicoso e nem por isso processo quem fala. Eu não sou, mas tem baiano que é. Pronto, segue o fluxo.

Eu conheço delegado que durante os ataques daquela facção saiu de casa de folga, voluntariamente, pra fazer abordagens durante uma noite inteira. Em compensação tem uma turminhaaaaa… Huuuummm… Que tem horror a delegacia. E a investigação. E a tudo que lembre trabalho. E todo mundo sabe disso.

Interessante é que alguns dos mais revoltados não entregam um inquérito há uns dez anos. Sem exagero.

Aproveito para mandar meus parabéns aos delegados que levam a Polícia Civil nas costas, juntos com seus agentes e escrivães, e que nem ligaram pro que disse Styvenson.

Ideia estúpida de tirar o cara da Lei Seca. Falastrão ou não, fazia um trabalho brilhante.

Contextualização: Jackson Damasceno

1 Comentário

aderbalino pm

ago 8, 2016, 2:50 am Responder

Mais um bode expiatório para arrecadar dinheiro para este Estado fálido brasileiro, que notícia mais xulanca… tem coisa melhor pra postar não? estamos cansados dos “salvadores da pátria”.

Deixe uma resposta para aderbalino pm Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.