PF cumpre mais de 200 mandados em investigação contra tráfico de drogas; Justiça bloqueia R$ 400 milhões


Foto: Reprodução/PF

A Polícia Federal cumpre 215 mandados judiciais, sendo 66 de prisão e 149 de busca e apreensão, em uma operação contra tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Os mandados estão sendo cumpridos em cidades do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco.

Segundo a Receita Federal, oito mandados também estão sendo cumpridos na Espanha, Colômbia, Portugal e Emirados Árabes Unidos. A ação foi batizada de Enterprise e R$ 400 milhões em bens dos investigados foram sequestrados por determinação da Justiça.

Mais >

Depen transfere 14 presos da Penitenciária Federal de Mossoró; movimentação faz parte de um rodízio periódico que acontece entre as unidades prisionais federais


Foto: Hugo Andrade/Inter TV Cabugi

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) transferiu nesta terça-feira (10) 14 presos que estavam custodiados na Penitenciária Federal de Mossoró. Segundo o órgão, a movimentação faz parte de um rodízio periódico que acontece entre as unidades prisionais federais. Com isso, seis presos de outros estados foram recebidos no RN.

A transferência aconteceu sob forte esquema de segurança. Os presos deixaram a Penitenciária Federal de Mossoró, fizeram exame de corpo de delito no Instituto Técnico-científico de Perícia (Itep) e foram para o Aeroporto Dix-Sept Rosado, de onde seguiram em um avião da Polícia Federal.

O destino e a identidade dos detentos não foram divulgados por questão de segurança. O avião retornou à cidade potiguar ainda na noite de terça-feira (12) com os seis detentos de outras unidades prisionais federais que vão ser custodiados na Penitenciária Federal de Mossoró.

PF cumpre mandados no RN e na PB em operação de combate ao tráfico interestadual de drogas


Foto: Polícia Federal/Divulgação

Um força-tarefa de combate ao crime organizado coordenada pela Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Norte e na Paraíba nesta quinta (29). A operação Extração III tem o objetivo de coletar provas necessárias para instrução de investigação voltada à reprimir a atuação de uma organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas na região Oeste do Rio Grande do Norte.

Mais >

Falsos Heróis: 170 agentes da PF desarticulam organização criminosa de contrabando de cigarros e produtos falsificados no RN


A Polícia Federal, com apoio da Receita Federal do Brasil e da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI), deflagrou na manhã desta terça-feira, 27/10, em Mossoró/RN, a Operação Falsos Heróis, que investiga as atividades de organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros e produtos falsificados.

Cerca de 170 policiais federais estão cumprindo 26 mandados de busca e apreensão e 8 mandados de prisão preventiva, nos estados do Rio Grande do Norte (Areia Branca, Tibau e Mossoró), Pará (Belém e Ananindeua) e São Paulo (capital), além de ter sido determinado o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão com relação a outros nove investigados, bem como o sequestro judicial de 22 contas bancárias.

Mais >

PF cumpre mandados em 3 estados em operação de combate ao contrabando de cigarros e produtos falsificados


A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (27) a Operação Falsos Heróis que investiga uma organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros e produtos falsificados. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão no RN, Pará e São Paulo. Dentre os investigados, estão empresários, policiais civis do Rio Grande do Norte, além de um secretário municipal de Areia Branca.

De acordo com as investigações, a organização criminosa transportava em navios produtos contrabandeados (cigarros, vestuário e equipamentos eletrônicos falsificados) com origem no Suriname. Esses produtos, de acordo com a PF, chegavam de forma clandestina em pontos da costa dos municípios potiguares de Areia Branca, Porto do Mangue e Macau e depois eram transportados para diversos estados, principalmente São Paulo.

Mais >

Polícia Federal investiga R$ 2 bi em compras suspeitas na pandemia


Foto: Reprodução

A Polícia Federal suspeita que mais de R$ 2 bilhões tenham sido usados em licitações fraudulentas, compras de insumos com empresas de fachada e superfaturamento na aquisição de equipamentos durante a pandemia.

Segundo o jornal, a Polícia Federal já realizou desde abril 52 operações em 19 estados, em busca de provas para aprofundar as investigações.

Investigadores apuram agora, dentro desse universo de R$ 2 bilhões, quanto de fato foi desviado. Todas essas ações somaram 11 prisões preventivas, 120 detenções temporárias e 929 mandados de busca e apreensão. As informações são do jornal ‘O Globo’.

PF combate fraude na compra de insumos contra o COVID-19


A Polícia Federal, em cumprimento a mandados de busca e apreensão por ela solicitados, deflagrou hoje, 21/10/2020, a Operação Guaxinim, que tem por objetivo a busca de evidências da prática do crime de peculato em compras de insumos e equipamentos médicos hospitalares para o combate ao SARS-COV-2.

As investigações identificaram que, em ocasiões distintas e próximas, uma mesma fornecedora foi contratada em caráter emergencial, por meio de dispensa de licitação e, mediante pagamento antecipado, para o fornecimento de máscaras cirúrgicas descartáveis e álcool etílico hidratado (70%) a preços muito acima do valor praticado no mercado. A organização valia-se de pessoa jurídica de pequeno porte, com razão social diversa do objeto contratado.

Segundo cálculos da Controladoria Geral da União, o superfaturamento foi estimado em mais de setecentos mil reais, com preço sobrelevado de 56,25% a 73,61% acima da média do mercado. Além disso, foi constatado atraso na entrega do material que também não estava de acordo com as especificações técnicas requeridas.

Os autores identificados no curso das apurações responderão pelo crime tipificado no art. 312 do Código Penal, com penas que podem atingir 12 anos de reclusão e multa, se condenados, sem prejuízo da responsabilização por outros delitos porventura verificados no curso da apuração, ora acautelada na 2ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Juiz de Fora/MG.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

PF deflagra operação contra fraudes em licitações da Infraero


Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (21/10), uma operação contra fraudes na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Agentes da corporação cumprem 19 mandados de busca e apreensão em cinco estados e no DF. A maior parte dos mandados é cumprida em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Mais >

Rio de Janeiro: PF faz ação contra suposta fraude em compra de respiradores


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Policiais federais cumpriram hoje (6) cinco mandados de busca e apreensão em uma operação que investiga irregularidades na compra de respiradores para tratamento de covid-19 pela Secretaria Municipal de Saúde de Japeri, no estado do Rio de Janeiro. A Operação Apneuse também cumpriu um mandado de afastamento de função pública.

Mais >

Atualizado: Cocaína apreendida pela PF no Porto de Natal neste sábado é avaliada em cerca de R$ 11 milhões


A carga de 238 Kg de cocaína apreendida pela Polícia Federal no Porto de Natal na noite deste sábado (3) está avaliada em aproximadamente R$ 11 milhões.

Esta foi a sétima apreensão da droga de 2019 até hoje no porto natalense. O total apreendido no período é de aproximadamente 5,5 toneladas.

Na ação da PF neste sábado (3), além de 3 pessoas presas, também foram apreendidos carros de luxo e uma carreta.

PF apreende mais 238kg de cocaína no Porto de Natal; a droga seria enxertada em um contêiner que seguiria para a Europa


Foto: Reprodução

A Polícia Federal prendeu em flagrante na noite do sábado, 3/9, no Terminal Portuário de Natal, três paranaenses, de 21, 34 e 47 anos, respectivamente, e mais um rondoniense, de 33 anos. Com eles, foram apreendidos 238,9 kg de cocaína. A droga seria enxertada em um contêiner que seguiria para a Europa.

Mais >

Lobista diz ter usado Alcolumbre e Maia para agilizar respiradores ao Pará; PF interceptou conversas


Nas mensagens entre Helder Barbalho e André Felipe Oliveira, obtidas pela Polícia Federal e pelo MPF, o lobista diz ao governador que “usou” Rodrigo Maia para agilizar a liberação do equipamento na China.

Ele anexa, inclusive, carta assinada por Maia e dirigida ao embaixador chinês, Yang Wanming, informando do “caráter emergencial e prioritário” da compra “governamental”. “Usei RM tb para somar”, escreve o empresário.

Em outro diálogo, André Felipe fala da pressão para aprovação do equipamento junto à Anvisa. “Izalci está cobrando junto com Davi (…) Se acionar Eduardo Gomes e Fernando Bezerra ajuda muito.” Helder, então, responde: “Já falei com Eduardo Gomes.”

Mais >

Polícia Federal faz operação contra fraudes em saques do auxílio emergencial em SP

A Polícia Federal de São Paulo realiza, na manhã desta terça-feira (8), a Operação Parasitas, contra fraudes relativas a saques indevidos no auxílio emergencial.

Ao todo, são cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, todos na capital paulista. Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo.

Mais >

PF faz ação para conter conflito entre indígenas no Rio Grande do Sul; mais de 300 agentes públicos estão envolvidos na operação


Foto: Policia Federal

Crimes praticados por conflitos em aldeia indígena na região norte do Rio Grande do Sul são alvo da Operação Carreteiro, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira (4).

Cerca de 110 policiais federais cumprem 21 mandados de prisão preventiva e 28 de busca e apreensão nos municípios gaúchos de Água Santa, Tapejara, Charrua e Passo Fundo.

Mais >

Megaoperação da PF apura uso de portos como rota do tráfico internacional de drogas

Foto: Polícia Federal/Divulgação

A operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça (18) no Rio Grande do Norte, em outros 11 estados e no Distrito federal investiga o tráfico internacional de drogas via portos brasileiros, especialmente através Porto de Natal. Na megaoperação a Justiça determinou o bloqueio de R$ 100 milhões e sequestro de 12 aeronaves, 42 caminhões e 35 imóveis ligados a 4 organizações criminosas.

Mais >

Policia Federal prende catarinense com 15 quilos de maconha no Aeroporto Aluízio Alves, na Grande Natal

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal prendeu, na tarde desta quarta-feira (12), um catarinense de 20 anos com 15 quilos de maconha no Aeroporto Aluízio Alves, localizado em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A droga estava escondida em uma mala.

Mais >

Operação da PF do Rio mira desvios em fundos de pensão

Foto: Paula Martini/CNN Brasil

A Polícia Federal do Rio de Janeiro cumpre seis mandados de busca e apreensão em apoio à Força Tarefa da Operação Greenfield, do Distrito Federal, que investiga desvios em fundos de pensão.

Agentes da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros estão em endereços na zona sul da capital fluminense e em Niterói, na Região Metropolitana do estado.

Mais >

Operação da PF no RN apura desvios de R$ 2,1 milhões do Pronaf

Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (6), uma operação para investigar fraude e desvio em financiamentos vinculados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura (Pronaf) do governo federal. Entre os crimes apurados, há corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de capitais. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal e Nova Cruz, no Agreste potiguar.

Mais >

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios; mandados são cumpridos nos estados de S. Paulo e do Rio

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (4) 12 mandados de busca e apreensão na segunda fase da operação Postal Off, que visa desarticular uma organização criminosa que subfaturava valores para a postagem de cartas comerciais. O esquema conta com a participação de sete funcionários dos Correios e de um empresário titular de agências franqueadas da estatal.

Mais >