Comandante da CIPAM recomenda que turistas não tragam paredões para o Carnaval de Caicó

Por Wllana Dantas – Os paredões terão que passar por uma fiscalização para poderem funcionar durante o Carnaval de Caicó. Os proprietários devem procurar a Prefeitura de Caicó e preencher algumas solicitações para poder assim receber um adesivo de funcionamento e ficar localizado em trechos já pré-estabelecidos pela Prefeitura e CIPAM. Os paredões terão hora para iniciar e finalizar a sua sonorização.

Em declaração a 106 FM, o comandante da CIPAM, Tenente Rafael Vitor recomendou que os turistas não tragam paredões, já que se for flagrado com o nível de som elevado terá o equipamento encaminhado até a delegacia e lá será será feito os encaminhamentos necessários para responder algum processo.

Sobre o trabalho durante o Carnaval, o comandante disse que a equipe estará dividida em dois turnos garantindo assim a ordem e o sossego da população durante os horários já acordados em reunião. “Quem se sentir incomodado poderá ligar para o 190, onde nós iremos até o local fazer a aferição do som e fazer os procedimentos cabíveis. Fora isto nós estamos realizando uma campanha educativa sobre a sonorização durante o período carnavalesco”, disse o comandante da CIPAM.

“E não adianta procurar a prefeitura”.

4 Comentários

Paulo Sérgio de araujo

jan 1, 2016, 8:16 am Responder

parabéns a polícia ambiental, mais vamos fazer essa fiscalização com os carros de som de Caicó que faz propagandas das lojas, eles usam som altíssimo todo dia, e principalmente na hora do almoço, OK, obrigado, essa é a minha opinião.

Brunno

jan 1, 2016, 9:22 am Responder

Fiscalizar também nesse ano, os carros de som que fará propaganda de políticos é um absurdo o som desses carros, são ligados em média 12 horas por dia !!!

Michael

jan 1, 2016, 9:31 am Responder

Como faz para entrar em contato com a prefeitura de caico? Ou a pessoa responsavel pelo cadastro dos sons?

Vilma

jan 1, 2016, 11:20 am Responder

Parabéns, se tivesse homens assim, Caicó seria outra, menos BADERNA e uma cidade melhor de se viver.

Deixe uma resposta para Paulo Sérgio de araujo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.