“Décimo” de aposentados não deve sair em agosto

O ministro da Previdência, Carlos Gabas, e o da Fazenda, Joaquim Levy, divergiram sobre o tema – Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Com o aperto das contas, o governo decidiu que não vai pagar em agosto o adiantamento do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS. A medida, ainda não anunciada oficialmente, veio a público às vésperas das manifestações contra Dilma Rousseff nesse domingo.

A decisão foi tomada sob atritos entre os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e da Previdência Social, Carlos Gabas, que divergiam sobre o tema. Levy não quis assinar o pagamento. Com resultados fiscais ruins nos últimos meses, o ministro da Fazenda defendeu que não havia recursos disponíveis no momento para os repasses.

Apesar de não ser obrigatório, o adiantamento de 50% do valor do 13º tem sido feito pelo governo desde 2006, após um acordo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com centrais sindicais. Na avaliação de alguns integrantes do governo ouvidos pela reportagem, a decisão não foi em boa hora, já que vem dois dias antes dos protestos contrários ao governo Dilma que devem tomar o País no domingo.

1 Comentário

Paulo Costa

ago 8, 2015, 4:05 pm Responder

Aposentado é tratado como seja o lixo da união !

Deixe uma resposta para Paulo Costa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.