Denúncia grave: Criança de 10 anos leva gritos e pode ter sido ameaçada por educadora em Caicó

Bem, a denúncia é um pouco vaga, contudo a denunciante não quis ainda levar o nome do colégio, mas garante que por causa desse fato buscará meios judiciais para arcar com os custos do tratamento da criança, que tem apenas 10 anos de idade e não quer mais ir para escola por causa do tratamento a ela dado, Segue relato”.

“Uma professora de um determinado colégio aqui em Caicó, num momento de “cabeça quente” , completa ignorância e abuso, se trancou em uma sala com uma aluna de apenas 10 anos de idade, e aos “berros”, gritava e assediava-na psicologicamente, podendo ser ouvido os gritos do corredor, inclusive muitas pessoas ouviram os estrondas da sua voz e o choro da criança, que ficou totalmente transtornada. Um ato de extremo abuso e comprovação de que a “educadora” não tem a menor condição de lecionar a ninguém, muito menos a crianças. Esta criança está traumatizada e tem que ser tomada alguma providência para que isso não ocorra com outras. Se houvesse motivo, ela jamais deveria ter agido dessa maneira e sem haver motivos, é um abuso. Segundo a menina, a professora chegou a dizer que se a mesma comentasse ela iria conhecê-la. Disse também que se a mãe não a educava ela ia fazer isso. Entendi como ameaças. Isso é inadmissível.”

Muito grata pela atenção!!!

5 Comentários

Thiago Fernandes

ago 8, 2015, 4:40 pm Responder

Acho isso Horrível, no tempo que estudei no Externato Santo Clara Sofria muito Isso, coisas assim devem serem levadas a justiça e professores assim, devem serem demitidos do Cargo. Crianças assim, ficam traumatizadas a vida inteira.Graças a Deus no meu caso conseguir através de Livros e Blogs, superar.

Maria

ago 8, 2015, 10:33 pm Responder

Não quero julgar a professora porque não sabemos o que de fato aconteceu para isso, mas como mãe sei que tem certos tipos de crianças que são extremamente mal educadas e sem limites, acostumadas a desrespeitar a mãe/pai e fazer tudo o que quer, daí chegam no ambiente escolar e acham que podem fazer o mesmo na escola com os professores. Verdade seja dita!

Ana Beatriz

ago 8, 2015, 11:37 pm Responder

pense numa besteira grande…
se essa “criança” tivesse levado gritos em casa, dos pais, certamente não iria necessitar de gritos na escola.
E um recado pra THIAGO…acho que vc não superou nada não. Escrever “devem serem…” e “conseguir”…
Sua professora deveria ter gritado mais com vc…

Lucélia

ago 8, 2015, 4:18 pm Responder

Acho que não há justificativa alguma pra agir dessa maneira.Ninguém tem o direito de maltratar filho de ninguém,salvo se for marginal que não é o caso.Se fosse filhos de vcs tenho certeza que iriam agir como leões.E mais que não é o primeiro caso.Se agem dessa forma com seus filhos então isso explica os jovens se tornam marginais rebeldes.

Lucélia

ago 8, 2015, 4:33 pm Responder

O papel dela é orientar , se não consegue chame os pais e não agir por conta própria sendo mal educada e dando mal exemplo.

Deixe uma resposta para Lucélia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.