“Estou totalmente desmotivado, já perdemos quase dois semestres”, dispara aluno do UERN

O aluno do curso de Odontologia da UERN, Doryen Douglas, procurou o Blog Luciélio Henrique e contou da angústia de perder um semestre por causa da greve da UERN.

“Mas uma vez o governo fez uma proposta que novamente foi rejeitada pelos professores, o que tem causado indignação dos alunos, pois a maioria estudam fora de suas cidades e continuam tendo despesas com moradia e outros custeios mesmo estando sem usar os serviços aos quais estão pagando. Eu como aluno do curso de odontologia do campus Caicó estou totalmente desmotivado, assim como grande parte da turma. Nós já havíamos passado por uma greve e vinhamos sofrendo com o aperto do calendário na tentativa de normaliza-lo. Semestre reduzido, muito conteúdo ministrado, muitas atividades com pouco tempo para se concluir e para um curso como o meu que já tem uma certa complexidade, torna-se desumano. E quando pensávamos que finalmente íamos voltar a normalidade, entramos na maior greve da história da UERN. Não estou aqui querendo tirar o direito que os professores têm em lutar por melhorias, que vale ressaltar que não é só salarial e sim por melhores condições físicas e estruturais, como melhores instalações e concurso para efetivação de novos docentes. Mas também eu acho que pela crise que nosso Estado está passando, poderia haver um bom senso por parte dos professores, como também por parte do governo em buscar soluções viáveis para ambos. Só sei que quem perde com isso somos nós alunos e a sociedade que deixa ter os serviços prestados pelos formandos e pela inserção de novos profissionais no mercado de trabalho. Torcemos para que esse impasse seja resolvido logo, pois já perdemos quase dois semestres ou 1 ano “ disse Douglas a nossa reportagem. 

1 Comentário

Maria José

out 10, 2015, 1:20 pm Responder

Acho que os estudantes têm que fazer como Douglas, ter coragem de expor o que estão sentindo e passando, a falta de credibilidade aos futuros profissionais já começam a surgir. É lastimável vermos milhares de jovens querendo vencer na vida e nenhum investimento sendo feito em prol dos mesmos, enquanto isso, só pensam nas eleições do próximo ano para seu fulano subir em palanques e garantir educação, saúde e segurança. Temos que dar resposta a esses que nada têm feito em prol desses três seguimentos, em especial a educação. Também que cada professor coloque sua mão na consciência e veja como estão causando uma imensa frustração aos futuros profissionais dessa instituição (UERN), podemos dar credibilidade? Essa é a minha pergunta, já que tenho uma filha que estuda na UERN, e temos que ficar pagando aluguel e energia para podermos garantir um lugar para ela, quando um dia, sei lá quando os professores e o senhor governador resolverem solucionar esse problema.

Deixe uma resposta para Maria José Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.