Extremistas invadem o Carrefour de Natal. Rede tinha fechado as portas

Protestos e mais protestos contra a rede Carrefour se espalham pelo país depois das notícias distorcidas apontarem a morte de um cliente por racismo.

A polícia já confirmou que o crime contra uma pessoa negra não está ligada a cor da sua pele e mesmo assim vândalos estão se aproveitando da situação.

O Carrefour Natal foi invadido por um grupo extremista que causou prejuízo material à rede. O supermercado tinha fechado as portas para evitar o pior.

O grupo invasor ainda jogou carrinho’s de feira’s na marginal BR-101. Além de faixas com incentivo ao ódio, os manifestantes portavam isqueiros e fósforos.

1 Comentário

GIl Braz Silva Romero

nov 11, 2020, 8:03 am Responder

Pudir rigorosamente os autores do caso da morte, colocá-los na cadeia, durante cinquenta anos, bota-los para trabalharem dose horas diárias, hipotecar todos bens dos envolvidos, para custear todas despesas a família do falecido, como também as que o governo (ou seja pagas por nós, através de nossos impostos) está gastando.

Deixe uma resposta para GIl Braz Silva Romero Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.