Fora da conta: Entenda porque chove tanto nas últimas horas no Paraná

7e0ef82c-1faf-4853-9b4f-346b87840e01

Fevereiro começa com muita chuva em todo o estado. Mantendo a situação que vimos ao longo de toda a semana, a quarta-feira (1.º) ainda será de tempo fechado e muita água, incluindo no Litoral, que já registrou estragos por causa do grande volume de precipitações.

De acordo com o Simepar, a faixa Leste do Paraná deve ter mais um dia de chuva intensa. A razão para isso é uma combinação de fatores que paira sobre o estado.

Segundo a empresa de meteorologia Climatempo, a instabilidade que afeta a região é fortalecida pela lenta passagem de um “cavado” sobre o Sul do Brasil. A situação ocorre quando uma circulação marítima (ventos do mar para o continente) gerada por um centro de alta pressão atmosférica sobre o mar injeta muita umidade nestas áreas e colabora para manter as condições de chuva.

Veja o esquema abaixo:

5938d6ad-89d4-4c60-a3ef-400cf2bd7f4f

Esta circulação da alta pressão, de acordo com o Climatempo, alimenta as nuvens com mais umidade, o que gera mais chuva.

O cenário faz com que o alerta emitido para o Litoral continue valendo. Na última terça-feira, a Defesa Civil registrou alagamentos nas cidades de Antonina, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná. Em Matinhos, um rio transbordou e aumentou a preocupação com novos incidentes. De acordo com o órgão, a combinação de chuva forte e maré alta favorece a subida do nível dos rios, que podem invadir ruas e casas.

Para se ter uma ideia, o volume de chuva que caiu em janeiro no Litoral Norte catarinense, no Vale do Itajaí e no Litoral do Paraná foi muito elevado, superando os 350 mm em vários locais. Em Morretes, por exemplo, o acumulado no período conforme a empresa Climatempo foi 475 mm , e na Ilha do Mel, de 530 mm.

Por isso, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também emitiu um alerta para a toda a região litorânea do Paraná para Curitiba e região metropolitana. Segundo o órgão federal, a previsão é que o volume de chuva chegue a 50 milímetros, o que pode resultar em alagamentos e pequenos alagamentos.

Sol, calor e chuva

Apesar da previsão de muita chuva, a quarta-feira deve ter seus momentos de tranquilidade. Durante o dia, o sol pode aparecer rapidamente, ainda que entre nuvens. E isso vai ajudar a elevar as temperaturas. Em Curitiba, a máxima esperada é de 25º C e 28º C para as praias.

De acordo com o Simepar, essas marcações dos termômetros vão formar mais nuvens, o que deve gerar temporais isolados e de curta duração. Na capital, a previsão é que a chuva caia durante a tarde e se estenda até a noite.

No interior, mesmo com o tempo igualmente encoberto, as temperaturas devem ser um pouco mais elevadas. Em Paranavaí, a previsão é de 30º C e de 31º C em Guaíra.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.