Frente à crise, cegonheiros vão manter preço do frete

Em assembleia com mais de 400 cegonheiros presentes, realizada na terça-feira (2 de maio de 2017), a categoria decidiu manter o preço do frete praticado há um ano e que já acumula uma defasagem na casa de dois dígitos. A deliberação mostra uma clara compreensão sobre as agruras por que vem passando a cadeia automotiva, que hoje tem uma das piores performances na economia brasileira.

Diante de tal cenário, os trabalhadores associados ao Sindicato Nacional dos Cegonheiros, cujo empreendedorismo é emblemático no setor de transportes nacional, aceitaram manter o valor do frete que recebem das transportadoras, por um período de tempo que se mostre razoável, seja como sua contribuição para a retomada da economia, seja para evitar a inevitável perda de postos de trabalho  que resultaria de decisão contrária.

1 Comentário

Raimundo Doido

maio 5, 2017, 7:02 pm Responder

Logo, logo os empresários irão descobrir que se enviar os carros novos de trem ou de navios sairá mais barato ai dispensa os cegonheiros que ficaram sem eira nem beira. Etá povo pacifico é o brasileiro.

Deixe uma resposta para Raimundo Doido Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.