Houve explosão antes de submarino desaparecer, diz Marinha argentina

O porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, afirmou na manhã desta quinta-feira (23) que a “anomalia hidroacústica” detectada no último dia 15, quando desapareceu o submarino argentino ARA San Juan, por uma agência dos EUA “coincide” com uma nova informação, desta vez vinda da Áustria, de que, no mesmo local e horário, ocorreu um evento semelhante a uma explosão.

Segundo Balbi, ocorreu um “evento anômalo, singular, curto, violento e não nuclear, consistente com uma explosão” em um ponto próximo a onde o submarino desapareceu.

O anúncio foi feito depois de a Marinha ser informada por Rafael Grossi, embaixador argentino na Áustria. Grossi foi diretor-adjunto da IAEA (Agência Internacional de Energia Atômica, na sigla em inglês) e tem experiência reconhecida na área nuclear.

1 Comentário

Anônimo falando a verdade

nov 11, 2017, 9:38 pm Responder

Que tristeza estava na torcida de que todos se salvassem . Maia infelizmente aconteceu o pior.

Deixe uma resposta para Anônimo falando a verdade Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.