Membro da família Simeão, de Caraúbas, é preso na PB acusado de integrar quadrilha

Foi preso nesse sábado, na cidade de Solânea, Agreste paraibano, a 130 km de João Pessoa, mais um suspeito de integrar uma quadrilha do Rio Grande do Norte especializada em assaltos a bancos, agências dos Correios e roubo de cargas no Norte e Nordeste.




Vinícius Simeão é filho de Júlio Simeão – acusado de ser um dos membros do bando do RN, que foi desarticulado ontem, quando fazia mapeamento de estradas e planejamento de crimes que seriam cometidos na cidade de Frei Matinho, Seridó paraibano.

Uma denúncia anônima provocou a prisão de Vinícius, que estava residindo em Solânea. Segundo informações da polícia, há cerca de seis meses, ele morava em uma residência no conjunto Pirangi, na zona Sul de Natal. Mesmo procurando não aparentar ‘vida boa’, o acusado era visto com frequência trafegando em carros e motocicletas de luxo pelo conjunto.

A polícia encontrou com Vinícius uma BMW, talões de cheques, documentos de veículos (um deles, de um caminhão com restrição de roubo) e munição calibre .40.

Histórico – Júlio Simeão é irmão do médico e ex prefeito de Caraúbas, Aguinaldo Pereira, assassinado em novembro de 2001, com dezenas de tiros disparados pelo bando de Valdetário Benevides. Na ocasião, também foram executados sua esposa Antônia Gurgel da Nóbrega Pereira, o motorista Everlândio da Silva, o soldado Cláudio Pereira do Nascimento e o sargento Ronaldo Rafael da Silva. Todos foram mortos em uma emboscada na RN-117, no sítio São João da Várzea, a 10 km do centro de Mossoró, com cerca de cem tiros.

CLICKPB

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.