Polícia Militar de Jardim de Piranhas recupera ouro roubado e desvenda a ação do crime

IMG-20150828-WA0842

Caicoense é o principal suspeito de mentalizar a ação criminosa na última quarta feira 26.

Depois de mais de 72 horas na busca pelo ouro roubado em assalto na cidade de Jardim de Piranhas, na última quarta feira 26, a Polícia Militar, através do Ten. Cardoso, Sargento Valtô, SD Marcelo e SD Antunes, conseguiu desvendar a ação criminosa, recuperar o dinheiro, prender o suspeito autor e apreender um menor que escondeu os objetos roubados.

Para a Polícia Militar o mototaxista caicoense João Carlindo da Silva é o principal suspeito, pois segundo a PM, o menor que escondia todo o material do assalto disse que a ação criminosa foi totalmente planejada por João Carlindo, e que só entrou nessa porque o caicoense o devia 300 reais e para pagar o colocou como peça participante.

João Carlindo foi preso nessa quinta feira 27, por força de um mandado de prisão, haja visto é acusado de praticar um homicídio em desfavor de um colega motoaxista, o crime ocorreu na cidade de Caicó há alguns dias. Na foto (acima) o investigado está vestindo a camisa (moletão) usada na ação, sendo que no dia do assalto colocou-na pelo averso.

5 Comentários

Valdeir

ago 8, 2015, 12:00 am Responder

Essa prisão teve MTA gente envolvida,principalmente o Sgt Jaílson, Cb nobeto,e o SD Barbalho q efetuou a prisão do vulgo goiaba q tava com o ouro

Fabricio

ago 8, 2015, 8:24 am Responder

Parabéns a policia militar.

Lucia silva

ago 8, 2015, 9:29 am Responder

A policia de jardim ta de rabens , se caico agisse assim a coisa talvez seari

alerta

ago 8, 2015, 10:40 am Responder

Muita gente que pegava corrida com esse vagabundo mal sabia o perigo que tava correndo ao expor dinheiro para esse salafrário. é um vagabundo de primeira linha e ainda metido até os dentes com a morte do mototaxista. é preciso que as empresas que empregam mototaxistas façam uma avaliação da vida pregressa de seus empregados….

Ruan Igor

ago 8, 2015, 12:09 pm Responder

Em Jardim td pode, cidade sem lei, a polícia deveria fazer abordagem ostensivamente e frequentemente na população “desconhecida”. Uma cidade froteiriça como Jardim, que recebe diariamente um fluxo de pessoas de outros estados e de cidades circunvizinhas deveria ter um auxílio maior no aparato de segurança, é por lá que entram e saem indivíduos desconhecidos atraídos pela economia robusta da cidade. Abordagens em pessoas “desconhecidas”, seguindo a tática do Ronda Cidadã era bem viável já que é uma das medidas de prevenção, precaução. A cidade de João Maia, Zenaide Maia, Willy Saldanha e de tantas outras figuras da política estadual nunca se importaram com a mesma, e Jardim parou no tempo.

Deixe uma resposta para alerta Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.