Polícia registra chacina com pelo menos quatro pessoas mortas, no Sertão da Paraíba

Pelo menos seis mortes com características de execução aconteceram no sábado (20) e no domingo (21), na cidade de Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, só no domingo de tarde, foram quatro mortes. Três pessoas foram assassinadas em uma mesma casa e outro homem foi assassinado na residência da frente. A Polícia Civil investiga o caso, inicialmente, como vingança.

Segundo a PM, a princípio, os quatro homens mortos na tarde do domingo são da mesma família. “Cada um levou pelo menos 40 disparos, morte violenta”, disse o capitão Leandro, da Polícia Militar. Conforme detalha a Polícia Militar, a chacina começou com uma guerra de facção e drogas, quando alguns indivíduos foram liberados da prisão.

Na tarde do domingo foram mortos José da Silva Lima (48 anos, agricultor), Jonatas Linhares Lima (18 anos, agricultor, filho de José da Silva), Erinaldo Severino (57 anos, agricultor) e Tadeu de Sousa Almeida (36 anos, morava na casa da frente).

A chacina começou por um homicídio que aconteceu no sábado (20). A vítima seria uma pessoa que, de acordo com a PM, provavelmente, não tinha envolvimento com drogas ou com o tráfico. O suspeito de ter realizado esse homicídio foi morto no domingo de manhã e seria pai biológico do homem assassinado no sábado. “Já confirmou essa questão da guerra de família e de droga”, disse o capitão Leandro Esmeraldo, da Polícia Militar.

Ainda conforme informações da Polícia Militar, no domingo, cerca de seis a oito suspeitos chegaram por uma mata, armados com pistola, e mataram quem era parente do suspeito que teria executado o homicídio do sábado.

O delegado de Catolé do Rocha, Roberto Barros, informou que os suspeitos fizeram terror na cidade antes das execuções, mas que ainda tenta elucidar a motivação concreta do crime, junto com a Polícia Militar.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.