Pré-candidato a prefeito de Caicó se defende de acusações sobre “expediente” em sala de aula

1e
CONTRA-CHEQUE DO PROFESSOR JOÃO BRAZ

QUESTIONAMENTO ANÔNIMO (WEB)

“Este quer ser o futuro prefeito de Caicó RN… Agora eu pergunto, quantas vezes tal cidadão foi para um sala de aula, já que está na função de professor da secretária de educação do Estado do RN? Que exemplo vai dar como gestor público?” Nota, anônima, que rola nas redes sociais, junto a seu contra-cheque, questionando sobre expediente.

PRÉ-CANDIDATO SE DEFENDE

“Pois é, Jair Sampaio,, quem tem boca fala o que quer. Como não têm o que dizer dr mim, falam abobrinha. Sou professor sim e concursado. Já trabalhei muito em sala de aula e hoje me encontro lotado na parte administrativa da 10aDIRED em Caícó, onde dou meu expediente religiosamente e dentro da legalidade. Não sou servidor fantasma.” Disse João Braz, pré-candidato a prefeito de Caicó pelo PCdoB.

DEFESA DE OUTREM

“Gostaria de contribuir junto as informações do Prof João Braz, que conhecendo bem os méritos do mesmo, não somente passou bastante tempo em sala de aula. Como também, hoje, o papel que ele exerce na 10° DIREC é bem melhor aproveitado.” Ratifica, Rômulo Targino, também professor.

3 Comentários

HUGO

nov 11, 2015, 10:14 am Responder

ELE FALOU QUE DÁ SEU EXPEDIENTE TODOS OS DIAS RELIGIOSAMENTE, MAS NÃO DISSE ONDE!É EM ALGUMA ESCOLA OU É NA 10ª DIRED?

Paulo

nov 11, 2015, 10:50 am Responder

Caicó está precisando de novas liderança políticas, a cada dia o mundo se moderniza passando constantemente por mudança. Precisamos que tais mudanças aconteçam também no meio político, nas esferas federal, estadual e municipal.

Anônimo

nov 11, 2015, 5:18 pm Responder

Dúvidas se Dr, João Braz é ou foi professor? Procurem a ECCAM e/ou seus ex alunos…o mesmo se destacava como orientador e era querido por seus alunos… na DIREC, quer saber de seu expediente, procure a direção; hoje tendo como diretor o Prof. Sérgio. Lá posso garantir, não é professor, mas presta seus serviços com mais competência ainda.Funcionário do estado sim, fantasma… está longe de ser!

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.