Prefeito sem vice

Depois de ter o nome ventilado pela mídia como melhor vice-prefeito seridoense, talvez o mais quisto político em ascensão da região, notoriamente, pode deixar grupo que ajudou a ganhar as eleições em 2016.

Bem articulado e adepto á nova política, o anúncio do rompimento político entre vice e prefeito deve ser feito nas próximas horas em uma das maiores cidades do Seridó. Oposição chama de desastre iminente.

Sem grandes aliados para dar sustentabilidade a sua gestão, o prefeito prefere dar ouvidos a um “grupo minoritário amador”, que afasta capacitados da sua gestão e deixa a população fora de políticas de inclusão.

“O prefeito não deixa o vice se aproximar, tem medo da capacidade dele, mas quem vai perder é a população! Quando elegemos a chapa, também confiamos no vice”, desabafa um cidadão ao blog Jair Sampaio.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.