Presidiário parelhense conseguiu fugir de Alcaçuz: ele jurou matar policiais militares

Nailton Alves é um presidiário da cidade de Parelhas, no Seridó, que cumpria pena em Alcaçuz. Ano passado um irmão seu se envolveu numa troca de tiros com a Polícia Militar de Parelhas após arrombar a casa de um PM a matá-lo.

Cabo J. Neto foi morto sem chance de reação, enquanto dormia. Na troca de tiros o meliante tombou, Nailton jurou vingar a morte do irmão alegando que mataria os PM’s que participaram da ação para prender o bandido que matou o Cabo.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.