Quatro mulheres ficam amigas após dividir o mesmo namorado; entenda!

Quatro mulheres ficam amigas após um fato, no mínimo, inusitado: eram namoradas do mesmo homem, sem saber a existência da outra. A história, publicada em uma matéria pelo site ‘o Globo’, traz para o real a história mostrada, até então, em filmes, novelas e livros.

Silvana Mattievich, de 44, Roberta Rodrigues, 43, Marjory Queiroz, 23, e a soteropolitana Jéssica Vilas Boas, 25, se descobriram, criaram um grupo no aplicativo do WhatsApp e marcaram uma “vingança” no dia do aniversário do namorado em comum (que não teve o nome divulgado). As dezenas de fotos brindando juntas foram publicadas em uma conta no Instagram com o namorador marcado em todas.

A descoberta surgiu depois que Silvana, estranhando atitudes do namorado, percebeu a ausência de um dos contatos do Facebook dele, a baiana Jéssica. Intrigada, ela mandou uma mensagem via Inbox e descobriu a farsa. Meses depois, ambas souberam da existência de mais duas namoradas e as incluíram em um grupo no WhatsApp.

“Estávamos chocadas, revoltadas, decepcionadas. Começamos a montar o quebra-cabeça do qual cada uma de nós tinha um pedaço. Contamos nossas histórias, dividimos fotos e situações que passamos com ele. Foi muito difícil e doloroso perceber que tínhamos sido enganadas por tanto tempo. Aquele homem por quem nos apaixonamos não existia”, disse Silvana em entrevista ao ‘O Globo’.

Após se conhecerem pessoalmente (Silvana, Roberta e Marjory são de São Paulo e Jéssica de Salvador), o quarteto decidiu se reencontrar na capital baiana para o aniversário de Jéssica e, desde então, comemoram a amizade construída. “Foi uma celebração do livramento e da nossa amizade. Com os limões, fizemos uma caipirinha”, explicou Marjorie.

O segredo para  um quase cinquentão alto, bonito e sedutor conseguir manter quatro mulheres apaixonadas? “Ele nos fazia sentir especiais. Quando preparava um jantar, dizia “Nunca fiz isso pra ninguém”, contou Silvana. É ela que também explica como funcionava o rodízio, literalmente, de namoradas. Para uma dizia estar cansado às sextas, para a outra a folga eram aos sábados e a ausência com a terceira era justificada com viagens a trabalho.

E como nenhuma descobriu e nem desconfiou de nada em pouco tempo? Segundo elas, o homem não era gostava de divulgar imagens ou fatos pessoais nas redes sociais e, ocasionalmente, as deletavam do Facebook com a justificativa de ciúmes. Além disso, sempre tinha desculpa para não sair, evitando encontros casuais entre as namoradas.

A união das quatro mulheres e a boa história pode resultar em um livro, escrito por elas. “Queremos abordar com humor e informação um psicopata narcisista”, contou Silvana.

mulheres_amigas

 

 

1 Comentário

Jandui

abr 4, 2015, 5:22 pm Responder

Pegar quatro dessas? eu queria ser esse sortudokkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta para Jandui Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.