Senador da Paraíba destaca que eleições foram vitória da representação popular

raimundo-lira-dd-1200

Em discurso nesta terça-feira (4), o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) parabenizou todos os candidatos que concorreram nas últimas eleições, assim como todos os eleitores, por terem participado do que chamou de “vitória da representação popular”.

Ele lembrou que quase 500 mil candidatos disputaram 69 mil cargos em 5.568 cidades do país, numa disputa, muitas vezes, acirrada, pelos votos dos 144 milhões de eleitores em todo o Brasil. E na Paraíba, foram 2,89 milhões de eleitores de 223 municípios:

— Eu estive em diversas dessas cidades. Percorri 5.600 km de norte a sul, de leste a oeste da Paraíba. Foi de fato uma verdadeira maratona. O empenho, no entanto, foi muito bem recompensado pela alegria de poder celebrar com os eleitores paraibanos a vitória da representação popular — afirmou.

Senador da Paraíba manifesta preocupação com seca e defende ‘urgência urgentíssima’ na conclusão da transposição

raimundo-lira-dd-1200

A escassez de chuvas em várias regiões do país, principalmente no Nordeste, tem preocupado o Senador Raimundo Lira (PMDB-PB). Ele lembrou que o longo período de estiagem provoca crise hídrica e coloca cidades em estado de emergência. No Nordeste, a seca, que já dura 5 anos, é considerada uma das mais severas em décadas.

O senador paraibano, que é presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras De Transposição do Rio São Francisco, lamentou que, apesar da criação de órgãos como a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), não existe qualquer trabalho de revitalização ou criação de novas barragens para a região.Mais >

Direção da Comissão do Impeachment vai ao STF discutir próximas etapas do processo

Foto: Jonas Pereira /Agência Senado
Foto: Jonas Pereira /Agência Senado

O presidente e o relator da Comissão Especial do Impeachment — Raimundo Lira (PMDB-PB) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) — se reúnem nesta terça-feira (17), às 16h, com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski para decidir os próximos passos do trabalho referente ao processo contra a presidente afastada, Dilma Rousseff. Os parlamentares e o ministro estarão acompanhados de equipe técnica.

Em entrevista à Rádio Senado, Raimundo Lira explicou ser necessária toda uma adequação jurídica no funcionamento da comissão. Além disso, afirmou que o rito a ser adotado será o mesmo de 1992, quando do processo de impeachment do presidente Fernando Collor de Mello.Mais >

Senadores da Comissão do Impeachment vão se reunir nesta terça com o presidente do STF

Foto: Agência Senado
O Senador Raimundo Lira preside da Comissão do Impeachment – Foto: Agência Senado

O presidente da Comissão Especial do Impeachment, senador Raimundo Lira, do PMDB da Paraíba, e o relator, senador Antonio Anastasia, do PSDB de Minas Gerais, vão se reunir com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, nesta terça-feira (17) para definir o cronograma de trabalho da comissão.

Lira já marcou para o dia 24 de maio a primeira reunião no Senado.

Raimundo Lira avalia que segunda fase do impeachment não deve durar seis meses

Foto: Agência Senado
Foto: Agência Senado

O presidente da Comissão Especial do Impeachment, Raimundo Lira (PMDB-PB) antecipa que a segunda fase do processo contra Dilma Rousseff não deverá durar seis meses.

O Congresso Nacional não terá recesso de julho para não interromper as investigações, que serão comandadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.