Operação tapa-buracos na estrada de Caicó a Jardim de Piranhas será iniciada segunda


O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) inicia na próxima segunda-feira (26) a operação tapa-buraco na rodovia RN 288, que liga Caicó a Jardim de Piranhas. O serviço compreende o subtrecho da rodovia que vai do entroncamento com a BR 427 até Jardim de Piranhas, na divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba, região do Seridó. Ao todo serão conservados 23 km de extensão de estradas. O órgão dispõe de R$ 137 mil, de recursos próprios, para custear a obra.

Com relação a esse trecho, o DER emitiu nessa sexta feira ordem de serviço autorizando a empresa RW Consultores S/S – EPP para elaborar, no prazo de 90 dias, o projeto de restauração da referida rodovia. O valor do contrato é de R$ 387 mil. Dentre as mudanças necessárias, está a eliminação da curva da morte, alargamento da rodovia para sete metros e inclusão de acostamento, instalação de passarela pra pedestre na ponte sobre o Rio Piranhas, dentre outras melhorias.

A RN-288 que cruza a Zona Norte de Caicó está sendo recuperada


O tapa buraco para recuperar trecho da RN-288 que cruza toda a faixa norte da cidade de Caicó, incluindo os bairro Boa Passagem, Samanaú, Salviano Santos e Nova Caicó está em andamento.

Para quem trafega no sentido Penitenciária do Seridó/IFRN, por exemplo, que é um trecho mais crítico, deve sentir-se aliviado com a recuperação dessa parte, especialmente. Haviam crateras.

Simultaneamente o DER também concluiu o tapa buracos no acesso à parede do açude itans, local que também estava apresentando dificuldade de tráfego veicular por causa da buraqueira.

Caicó tem equipes tapa-buracos na rua e chefe de gabinete da prefeitura acompanha


Nesta sexta-feira (12), o chefe de Gabinete do Município de Caicó, Eduardo Dantas, acompanhou a operação tapa buraco em trechos considerados críticos. Segundo ele, desde que assumiu o comando do Poder Executivo, o prefeito Batata Araújo já começou a trabalhar na reformulação do projeto de recapeamento asfáltico.

O projeto tem uma emenda federal garantida, porém houve alguns problemas, como o aumento no preço do asfalto. A empresa responsável não teve condições de continuar a obra do asfalto.

“Foi necessário fazer adequações. A prefeitura providenciou o projeto e encaminhou para a Caixa Econômica Federal e está em análise final e tem um prazo de 15 dias para que possa ser concluído. A Caixa aprovando o novo projeto, o Município faz uma nova licitação e reinicia a obra do asfaltamento”, disse Eduardo Dantas. Mais >