TJ de SP suspende medida que daria prêmio de até R$ 100 mil para desembargadores julgarem processos

Foto: Reprodução/TJSP

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu suspender a criação de 19 câmaras extraordinárias que dariam prêmios de até R$ 100 mil a desembargadores enquanto o Conselho Nacional de Justiça delibera sobre o tema. A medida foi assinada nesta sexta-feira (14) pelo presidente do órgão, Geraldo Francisco Pinheiro Franco.

O Painel revelou na terça-feira (11) que o tribunal daria um dia de compensação para cada sete processos julgados pelos desembargadores. Nas seções de Direito Público e Privado, cada um deles poderia participar de até 600 processos, o que lhes renderia até 85 dias de compensação.

Convertidos em dinheiro, o que é possível de acordo com a disponibilidade orçamentária do tribunal, esses dias somariam aproximadamente R$ 100 mil. Cinquenta e seis desembargadores e juízes substitutos de segundo grau já haviam se inscrito para participar das câmaras.

FOLHA DE S.PAULO

1 Comentário

Joana

ago 8, 2020, 6:22 am Responder

Essa é a justiça brasileira. Acredite quem quiser, eu mesma não.

Deixe uma resposta para Joana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.