Toffoli dá 24 horas para STJ apresentar informações sobre afastamento de Wilson Witzel

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) apresente informações sobre o afastamento de Wilson Witzel do cargo do governador do Rio de Janeiro. O prazo é de 24 horas. A partir da resposta do STJ, a Procuradoria Geral da República também será ouvida.

O afastamento foi determinado na última sexta-feira (28) pelo o ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, que atendeu a um pedido da PGR. O caso do governador afastado será analisado pela Corte Especial do tribunal nesta quarta-feira (2).

Toffoli é o relator do recurso apresentado pela defesa de Witzel ao STF.

No documento enviado ao tribunal, os advogados contestaram se o afastamento de um governador eleito poderia ser determinado de forma individual por um ministro ou se precisava do aval da Corte Especial do STJ. Também questionaram se a medida só poderia ser tomada após o recebimento da denúncia.

1 Comentário

Surfista prateado

set 9, 2020, 1:06 pm Responder

Esse ministro foi o mesmo que obrigou a governadora fatima pagar os salários atrasados corrigidos e age agora ninguém recebeu um centavo?

Deixe uma resposta para Surfista prateado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.