TRE cassa diploma de vereador de Touros e aplica multa de 25 mil UFIR’s

Edvaldo dos Santos de Medeiros foi eleito em segundo mandato pelo PPS em 2012, sendo o vereador mais votado no município tourense

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Norte (TRE-RN), em sessão realizada nesta terça-feira (7), determinou a cassação do diploma de vereador de Edvaldo dos Santos de Medeiros, e aplicação de multa no valor 25 mil UFIR’s, nos termos do artigo 41-A da Lei das Eleições.

O parlamentar, de 45 anos, foi eleito pelo PPS, no pleito de 2012, com 1.041 votos e recentemente migrou para o DEM. Segundo o tribunal, cabe recurso contra a decisão.

Vacância

Com a possível saída do vereador Edvaldo Medeiros, a funcionária pública Maria Lucineide do Nascimento Viana, 40 anos, natural de Touros, filha da ex-vereadora Pureza, possui por Lei, o direito de assumir a vacância pela ordem de suplência, com 559 votos. Neide de Pureza, como é conhecida, atualmente filiada ao PROS, é aliada do prefeito Ney Leite(PSD), e já anunciou sua pré-candidatura a vereadora, nas próximas eleições.

Da Redação: Dione Nascimento

1 Comentário

Inácio Augusto de Almeida

jun 6, 2016, 2:51 pm Responder

Cabe recurso. E como cabe recurso vai recorrer, não pagará um centavo. continuará vereador e poderá se candidatar a reeleição. Se o julgamento do recurso só acontecer após o julgamento dos recursos SAL GROSSO este vereador pode ficar tranquilo que o Cometa de Halley só vai passar em 2061. E como falam que os recursos SAL GROSSO só serão julgados após a passagem do Halley… Esta história de recorrer a aguardar sem cumprir a pena estipulada em primeira instância tem que acabar. Foi julgado e condenado tem que ser como nos EUA, onde aguarda o julgamento já cumprindo a pena. Em Mossoró tem vereador que há anos está condenado no SAL GROSSO, recorreu e por força do recursos continua vereador e já está em campanha buscando a reeleição por estar certo que os recursos SAL GROSSO só serão julgados daqui a muitos anos. O Brasil precisa endurecer suas leis. Do jeito que está ficam parecendo coisa de faz de conta.
/////
OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE.

Deixe uma resposta para Inácio Augusto de Almeida Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.