“Vamos à luta e as ruas. Já não podemos Calar” diz presidente do conselho sobre impasse do terreno do hospital

Em artigo publicado sobre o impasse envolvendo a permuta do terreno onde está localizado o Hospital Regional do Seridó, o presidente do Conselho de saúde do município, José Procópio de Lucena, fala do risco que se corre da cidade perder os 5 milhões de Reais, ao mesmo tempo que faz um apelo ao povo seridoense que se mobilizem e cobrem a solução para o caso. Veja abaixo:

“Vamos à luta e as ruas. Já não podemos Calar”.

O pensador Bertolt Brecht disse certa vez que nada deve parecer impossível de mudar. Também penso assim. Porém, pra mudar e vencer é preciso lutar e não se render ao sono e ao silêncio. O conselho municipal de saúde de Caicó vem com outros segmentos da sociedade Caicoense, seridoense e estadual enfrentado forte resistência para garantir que recursos na ordem de 5 milhões de reais sejam investidos em infraestrutura e equipamentos no Hospital Regional do Seridó para melhor a saúde da região.

Tudo isso por omissão da Funasa e o Clube Coríntias de Caicó que durante 27 anos postergaram deliberadamente o registro em cartório de uma permuta de terreno acordado em ata destes 1987. Uma vergonha e um descaso sem precedência na história de Caicó que vem provocando perda de investimentos e implantação de programas como, por exemplo, a rede cegonha para o hospital regional. Já no limite para o Hospital Regional do Seridó perder estes recursos de 5 milhões, dia 24 de fevereiro, próxima terça-feira, haverá mais uma reunião em Natal, na Funasa para um posicionamento final das partes envolvidas. Se nesta reunião a Funasa e o Coríntias continuarem com jogo de empurra para prejudicarem a saúde de mais de 300 mil pessoas da região Seridó e parte da Paraíba, só nos resta enquanto sociedade organizada, realizarmos uma grande mobilização para mudar esta injustiça contra o direito do povo ter acesso a uma saúde de qualidade.

Precisamos quebrar o egoísmo e a zona de conforto que alimenta a covardia dos agentes públicos que fazem da saúde moeda eleitoral e da propriedade um bem acima da vida. Indignai-vos povo Caicoense! Povo Seridoense. Ocupemos as ruas. A pior das atitudes é a indiferença. O poder e os espaços que abrigam os carrascos abrigam também os rebelados. Tracemos nossos planos de ação em defesa dos direitos, da justiça e da oportunidade de termos no Seridó um hospital estruturado, sem politicagem e a serviço de uma saúde descente para o seu povo bom, lutador e trabalhador.

José Procópio de Lucena – Presidente do Conselho Municipal de Saúde/Caicó

1 Comentário

João

fev 2, 2015, 11:01 am Responder

Isso é uma safadeza. Comentei em outro blog o quanto isso é absurdo, com tanto egoismo e safadeza, e a postagem não foi publicada. Esses blogs são todos comprados, não sei esse, mas ninguém sai em defesa da cidade. O presidente do corintians é um vereador, pergunte o que está fazendo para ajudar a resolver isso.

Deixe uma resposta para João Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.