Viralizou: vaquinha arrecada dinheiro para remover tatuagem de testa de adolescente

Internautas reclamam e taxam o pedido de “inversão de valores”…

Uma campanha na internet quer arrecadar R$ 15 mil para pagar a remoção da tatuagem feita na testa de um adolescente torturado em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Os responsáveis pelo coletivo Afroguerrilha criaram uma vaquinha pela internet para ajudar o adolescente a custear um procedimento para retirada da tatuagem na testa e também no tratamento psicológico dele.

Até as 20h30 deste domingo (11), a campanha já havia arrecadado R$ 19,982,66 mil.

O adolescente de 17 anos, que teve a testa tatuada com a inscrição: “eu sou ladrão e vacilão” foi encontrado por amigos no fim da tarde deste sábado (9), na Estrada dos Casa, em São Bernardo do Campo. Ele prestou depoimento à polícia, no 3º Distrito Policial da cidade, negou ter cometido qualquer furto, foi levado ao posto médico para ser medicado e voltou para a casa da avó.

Os responsáveis pela tortura são o tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e o vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos. Na tarde deste sábado, a juíza Inês Del Cid, da Vara Criminal de São Bernardo do Campo, decretou a prisão preventiva deles.




O G1 conversou com um dos tios do adolescente, que afirmou que o menino está bastante assustado com o ocorrido. “Ele é muito querido no bairro e muitas pessoas começaram a procurar por ele. Vieram nos avisar onde ele estava e os amigos foram buscá-lo. Agora ele está na casa da avó, descansando. Vamos cuidar da saúde dele.”

Além de ter a testa marcada com uma tatuagem, o adolescente revelou que teve o cabelo cortado e teve os pés e as mãos amarrados por Ronildo e Maycon.

O advogado da família, Leonardo Rodrigues, disse ao G1 que deve se reunir com a família para saber quais medidas jurídicas deve tomar nos próximos dias. “Vamos avaliar. Primeiro vamos cuidar dele, ele foi medicado, está assustado com o que passou. Muitas pessoas compartilharam a imagem dele fazendo julgamento sem conhecer os fatos. Ele não fez nada do que foi dito e espalhado na internet.”

Ele estava desaparecido desde 31 de maio e a família o reconheceu no vídeo gravado e divulgado em redes sociais pelos dois agressores, que foram presos em flagrante.

Antes do desaparecimento, o jovem chegou a passar por acompanhamento de conselheiros tutelares em atendimento no Centro de Apoio Psicossocial (Caps) de São Bernardo do Campo. Segundo a família informou à polícia, ele era usuário de drogas e sofre de problemas mentais.

O crime

A tatuagem foi filmada com o celular de Maycon, compartilhada no WhatsApp e o vídeo viralizou rapidamente. Nas imagens é possível perceber que o adolescente não reage às provocações do tatuador e do vizinho dele. Em certo momento, um deles diz: “vai doer, vai doer”. Em outro momento eles perguntam ao menino o que ele quer tatuar e forçam a resposta: “ladrão.”

Com o vídeo em mãos, a família foi até o 3º DP de São Bernardo do Campo para tentar localizar o paradeiro do adolescente. Com as informações passadas pela família, uma equipe de investigadores seguiu até a Rua Jurubatuba, no Centro da cidade, onde localizaram o tatuador na calçada. No local não funciona um estúdio de tatuagem, mas uma pensão onde Ronildo e Maycon eram vizinhos.

Na delegacia, os dois disseram para a delegada Carolina Nascimento Aguiar que o adolescente teria tentado furtar uma bicicleta na região e ficaram revoltados com isso e “resolveram tatuar o mesmo como forma de punição”.

 DO G1

4 Comentários

Gabriel Filho

jun 6, 2017, 10:19 pm Responder

Vagabundo tem vez em qualquer lugar no Brasil…O tatuador e apenas um herói da vida real tratado como bandido pela justiça falha Brasileira.

Joao

jun 6, 2017, 7:52 am Responder

Deviam tatuar na sua testa os seus crimes tb, é bem provável que vc deve tenha Sky gato, comprar dvd pirata, baixar música ilegalmente da internet… Cala a boca pra não passar por babaca!
O moleque era SUSPEITO de tentar roubar uma bicicleta quebrada que não andava! Se eu pegar vc por suspeita de cometer um crime posso tb tatuar a acusação na sua testa? Se o muleque cometeu um crime azar dele! Torturar não resolve, até piora, agora ao invés de 1 pretenso criminoso temos 2 criminosos de fato o tatuador e o pedreiro, que cometeram o crime de TORTURA!

Paulinha

jun 6, 2017, 11:24 am Responder

Fico me perguntando se o cara que tenta roubar uma bicicleta velha e quebrada, ou um Kilo de carne de uma mercearia, ou até mesmo um litro de 51 do bar são o mesmo tipo de ladrão daquele que rouba o sinal da Sky, rouba o filme da produtora ou rouba a música do cantor!? Acho q a diferença principal tá no fato dos primeiros serem muito pobres e miseráveis, e os outros são as tiras “pessoas de bem” desse Brasil!

Celio Alberto

jun 6, 2017, 12:16 pm Responder

Injustiça mais uma vez, na minha opinião o tatuador só errou em gastar seu material de trabalho. Podendo ter usado um ferro quente pra escrever

Deixe uma resposta para Gabriel Filho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.